segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Cuidado com as interpretações‏


Lucas 8: 26 a 39 “Então, rumaram para a terra dos gerasenos, fronteira da Galiléia. Logo ao desembarcar, veio da cidade ao seu encontro um homem possesso de demônios que, havia muito, não se vestia, nem habitava em casa alguma, porém vivia nos sepulcros. E, quando viu a Jesus, prostrou-se diante dele, exclamando e dizendo em alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-te que não me atormentes.  Porque Jesus ordenara ao espírito imundo que saísse do homem, pois muitas vezes se apoderara dele. E, embora procurassem conservá-lo preso com cadeias e grilhões, tudo despedaçava e era impelido pelo demônio para o deserto.

Perguntou-lhe Jesus: Qual é o teu nome? Respondeu ele: Legião, porque tinham entrado nele muitos demônios. Rogavam-lhe que não os mandasse sair para o abismo. Ora, andava ali, pastando no monte, uma grande manada de porcos; rogaram-lhe que lhes permitisse entrar naqueles porcos. E Jesus o permitiu.  Tendo os demônios saído do homem, entraram nos porcos, e a manada precipitou-se despenhadeiro abaixo, para dentro do lago, e se afogou. Os porqueiros, vendo o que acontecera, fugiram e foram anunciá-lo na cidade e pelos campos.

Então, saiu o povo para ver o que se passara, e foram ter com Jesus. De fato, acharam o homem de quem saíram os demônios, vestido, em perfeito juízo, assentado aos pés de Jesus; e ficaram dominados de terror. E algumas pessoas que tinham presenciado os fatos contaram-lhes também como fora salvo o endemoninhado. Todo o povo da circunvizinhança dos gerasenos rogou-lhe que se retirasse deles, pois estavam possuídos de grande medo. E Jesus, tomando de novo o barco, voltou.

O homem de quem tinham saído os demônios rogou-lhe que o deixasse estar com ele; Jesus, porém, o despediu, dizendo: Volta para casa e conta aos teus tudo o que Deus fez por ti. Então, foi ele anunciando por toda a cidade todas as coisas que Jesus lhe tinha feito.”.

Em Gadara, havia um jovem possesso de demônios. O Senhor Jesus, vendo aquela situação terrível, o libertou, causando um grande alvoroço na cidade.

Aquele milagre atraiu pessoas de outras regiões. Ao chegarem à Garada, elas se depararam com aquele jovem aos pés de Jesus. 

Em fez de ficarem felizes, elas foram tomadas por um grande medo – era uma estratégia de Satanás para afastá-los –.

Hoje, com base nesta passagem, quero deixar três conselhos:

1º Tome cuidado com as interpretações erradas e com sentimentos estranhos.

Tome cuidado para Satanás não te confundir. 

Em vez de ficarem felizes por aquela libertação, aquelas pessoas ficaram com medo de Jesus. Diante de um grande milagre, eles ficaram com um sentimento demoníaco.

Essa insensibilidade em relação ao milagre é espiritual.

Cuidado com os sentimentos que podem te roubar!

2º Tome cuidado com a ingratidão

Aquelas pessoas foram ingratas com Jesus. Que mal Ele havia feito? Nenhum!

Sabe, muitas vezes, agimos desta forma, quando transferirmos os nossos problemas para Deus, como se Ele fosse o culpado.

Os gadarenos se tornaram duros e ingratos. Esta ingratidão fez com que eles expulsassem Jesus dali.

Ser ingrato com Jesus é o mesmo que expulsá-lo de sua vida!

3º Independente do sentimento coletivo, permaneça aos pés do Senhor Jesus

Aquele jovem queria ir com Jesus para Israel, pois sabia a grande transformação que o Senhor havia feito em sua vida. Estava com o coração cheio de gratidão.

O plano do inimigo era que ele retrocedesse e ficasse mais atormentado do que estava quando era possesso por demônios.

Jesus, então, deixa uma missão para aquele jovem: mostrar para as pessoas a linda obra que o Senhor fez em sua vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.