quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Conselho do Apóstolo: O casamento pode sobreviver à traição?


Todos os dias, Apóstolo Estevam Hernandes leva uma palavra esclarecedora aos ouvintes e telespectadores durante o programa “Renascer em Revista”, seu programa matinal na Rede Gospel de TV e de Rádio.

Confira, a seguir, os conselhos que ele deixou para o José Carlos:

Dúvida: Apóstolo, fui casado durante dez anos. Foi um relacionamento marcado por altos e baixos. Minha ex-esposa era uma pessoa muito fria! Eu sempre demonstrei mais carinho e afeto do que ela. Em um momento de extrema carência e insanidade, acabei cometendo uma traição. Este ato destruiu completamente minha vida e desencadeou no nosso divórcio. 

Mas, sinceramente, eu gostaria que reatássemos. Eu ainda a amo muito! Eu sinto que ela continua sendo a mulher da minha vida. O senhor acredita que, depois de tudo o que passamos, ainda há um caminho de reconciliação e de restauração? Como o senhor trataria essa situação?

Conselho: José Carlos, eu, com certeza, trataria esta situação debaixo de um acompanhamento pastoral.

Mas, com base neste breve relato, eu vou expor minha sincera opinião. O que eu sinto é você atribui um peso à sua ex-esposa, porque você sempre foi carinhoso e atencioso, mas nunca foi retribuído. Talvez, o ponto de vista que ela tenha sobre este relacionamento seja diferente do seu. Por isso, é importante que vocês conversem e ajustem este entendimento.

Infelizmente, você acabou indo para o caminho da traição. E nada, absolutamente nada justifica uma traição.

Quando minha esposa, Bispa Sonia, e eu aconselhamos casais é muito comum a busca por essa justificação. Mas não existe! Trair é uma escolha.

Eu acredito que existe, sim, um caminho para o seu caso, e ele passa pelo arrependimento e pelo perdão. Este é o preço da restauração e da reconciliação. Nós, em Jesus Cristo, recebemos o ministério da reconciliação.

2 Coríntios 5.18 a 20: “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.

De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus.”

Eu creio que realmente há uma restauração para o seu casamento. Se eu não cresce nisso, eu invalidaria o evangelho.

Eu acredito que esta restauração passa pelo reconhecimento do erro, pela necessidade do arrependimento, pelo reposicionamento e pela mudança de postura e de hábitos.

O reconhecimento dos erros é de suma importância, porque, pelo pecado, veio a separação. E o pecado colocou duas pessoas que se amam em posições opostas!

Como reverter esta situação? Com jejum, oração e o perdão. Desta forma, juntos, vocês encontrarão o melhor caminho para recomeçar a relação, mas, é claro, sem a sombra dos erros do passado.

Em todos estes anos, eu aprendi que o Espírito Santo é o melhor conselheiro! É Ele quem nos restaura, nos cura, nos orienta e nos renova! Estar debaixo de uma cobertura espiritual também é muito importante.

Nós temos, na Igreja Renascer em Cristo, o ministério Casais +QV, que tem mudado a história de muitos relacionamentos. Participar deste projeto é um bom começo para que você e sua ex-esposa encontrem um caminho de restauração, e, desta forma, vivam a bênção da família.


Clique aqui e confira o vídeo do conselho do Apóstolo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.