terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Deus vai decidir em seu favor


2 Reis 20.1 a 10: “Naqueles dias, Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; veio ter com ele o profeta Isaías, filho de Amoz, e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás e não viverás. Então, virou Ezequias o rosto para a parede e orou ao SENHOR, dizendo: Lembra-te, SENHOR, peço-te, de que andei diante de ti com fidelidade, com inteireza de coração, e fiz o que era reto aos teus olhos; e chorou muitíssimo.

Antes que Isaías tivesse saído da parte central da cidade, veio a ele a palavra do SENHOR, dizendo: Volta e dize a Ezequias, príncipe do meu povo: Assim diz o SENHOR, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração e vi as tuas lágrimas; eis que eu te curarei; ao terceiro dia, subirás à Casa do SENHOR. Acrescentarei aos teus dias quinze anos e das mãos do rei da Assíria te livrarei, a ti e a esta cidade; e defenderei esta cidade por amor de mim e por amor de Davi, meu servo.

Disse mais Isaías: Tomai uma pasta de figos; tomaram-na e a puseram sobre a úlcera; e ele recuperou a saúde. Ezequias disse a Isaías: Qual será o sinal de que o SENHOR me curará e de que, ao terceiro dia, subirei à Casa do SENHOR? Respondeu Isaías: Ser-te-á isto da parte do SENHOR como sinal de que ele cumprirá a palavra que disse: Adiantar-se-á a sombra dez graus ou os retrocederá?

Então, disse Ezequias: É fácil que a sombra adiante dez graus; tal, porém, não aconteça; antes, retroceda dez graus. Então, o profeta Isaías clamou ao SENHOR; e fez retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz.”

Deus envia Isaías em um momento extremamente crítico. Exequias estava com uma ferida mortal, e não havia solução humana para curá-la. 

O profeta o conscientiza sobre o tempo determinado pelo Senhor e que ele precisava deixar “a casa em ordem”.

Após a liberação daquela palavra, um processo se inicia no mundo espiritual. Para vivê-lo, é necessário:
  
1- Colocar a casa em ordem

Levítico 26.10: “Comereis o velho da colheita anterior e, para dar lugar ao novo, tirareis fora o velho.”

Ao longo de nossa jornada, carregamos uma série de sentimentos que não combinam com o plano que Deus tem para as nossas vidas. Precisamos nos abrir para que o Senhor nos limpe de todo o ódio, de toda a mágoa e de todos os traumas do passado.

João 15.2: “Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda.”

Ezequias era um grande homem de Deus, mas, para viver o milagre, precisava ter sua vida liberada.

Marcos 11.25 e 26: “E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas.”

Mateus 6.12: “...e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores...”

2- O clamor daquele que tem um memorial diante de Deus

Hebreus 11.4: “Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio dela, também mesmo depois de morto, ainda fala.”

Uma relação com Deus é construía em cima de memoriais. A caminhada de Ezequias era marcada por muitos memoriais.

Quando temos essas marcas, temos acesso ao impossível.

Gálatas 6.17: “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.”

Quem tem habilitação está autorizado a lutar com as armas espirituais para tocar o coração de Deus. A maior delas é o quebrantamento.

Salmos 51.17: “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus.”

3- Estar aberto para viver uma decisão favorável de Deus, que mudará nossas vidas em três dias

Oséias 6.3: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.”

O clamor de Ezequias tocou o coração de Deus e traz a presença do profeta, que trouxe boas notícias:

- Deus vai te acrescentar mais 15 anos de vida;

- Deus vai te livrar do rei da Síria;

- Deus vai curar suas feridas;

- Em três dias, o Senhor te dará um sinal.

É tempo de livramentos, é tempo de restauração, é tempo de transformação...


Limpe o seu coração e clame, porque o Senhor vai decidir ao teu favor!

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Justificados pela fé!


Romanos 5.1 a 11: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.

Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado. Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer.

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida; e não apenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação.”

Ser justificado pela fé é não andar mais debaixo da justiça humana, é não ser mais cobrado ou julgado espiritualmente segundo o entendimento humano, ou seja, é estar debaixo da justiça de Cristo, que é perfeita, honesta e pautada no amor.  

Ela nos torna benditos e abençoados, pois nos livra da condenação de homens, das forças do mal e da nossa própria falta de misericórdia.

Romanos 8.1: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.”

Precisamos ter consciência de que:

1- A justiça de Deus nos livra da ira de Satanás

1 Pedro 5.8: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar.”

Não podemos desprezar os intentos do inferno. O nosso adversário só alcança vantagem sobre nós, quando temos pendencias espirituais. Mas, quando somos justificados em Cristo, o maligno não nos toca.

1 João 5.18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.”

2- Passamos por lutas e tribulações em paz, porque Deus está no controle

Não estamos debaixo de punição, mas de propósitos superiores!

2 Coríntios 4.17: “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação...”

Jó passou por diversas tribulações, mas nada abalou sua fé, porque ele sabia que o Senhor não o estava punindo. Ele tinha consciência de que existia um propósito superior, que é mostrar que nada pode derrubar um ungido do Senhor.

Jó 4.2: “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos podem ser frustrados.”

3- Quando somos justificados, somos reconciliados com a vitória de Cristo!

Efésios 1.15 e 23: “Por isso, também eu, tendo ouvido a fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder; o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro. E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas.”

O sacrifício de Cristo nos deu o direito à sua justiça e nos reconciliou com o ser vitorioso criado por Deus!


Somos reconciliados em Cristo e justificados para viver abundantemente! 

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O amor vence a religiosidade!


Mateus 12.9 a 14: “Tendo Jesus partido dali, entrou na sinagoga deles. Achava-se ali um homem que tinha uma das mãos ressequida; e eles, então, com o intuito de acusá-lo, perguntaram a Jesus: É lícito curar no sábado?

Ao que lhes respondeu: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair numa cova, não fará todo o esforço, tirando-a dali? Ora, quanto mais vale um homem que uma ovelha? Logo, é lícito, nos sábados, fazer o bem. Então, disse ao homem: Estende a mão. Estendeu-a, e ela ficou sã como a outra. Retirando-se, porém, os fariseus, conspiravam contra ele, sobre como lhe tirariam a vida.”

Este texto é impressionante, pois mostra a dureza e a crueldade da religião. Ele expõe a cegueira das pessoas que querem entender a letra, mas não procuram compreender o Deus que fez a letra.

Jesus entrou na sinagoga dos judeus, que queriam que Ele caísse em contradição a qualquer custo. Aqueles homens queriam prendê-lo. O império romano determinou que quem quebrasse as leis de Moisés seria preso! Naquela época, tudo era conduzido pelos sacerdotes. Havia o sinédrio que trabalhava nesse sentido. Mas o Senhor Jesus, ao curar aquele rapaz:

Em primeiro lugar: Mostra que o amor está acima de todas as coisas

Colossenses 3.14: “acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.”

Cantares 8.6 e 7: “Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura, o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, são veementes labaredas. As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor,  seria de todo desprezado.”

Os judeus não estavam preocupados com aquele homem enfermo. Na verdade, eles queriam usá-lo para fazer Jesus cair em contradição, mas o Senhor estava ali, justamente, para quebrar as regras, para combater a religiosidade!

Se você não mudar o seu comportamento, se você não tiver um posicionamento de fé, se você não entender que Deus é amor, você viverá condicionado a regras religiosas cruéis, que te impedirão de ver a glória de Deus.

Hebreus 3.12: “Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo.”

Quando Jesus curou aquele homem, o questionaram: “Jesus, é certo curar no sábado? Porque, de acordo com a lei de Moisés, aos sábados, não se pode realizar nenhuma obra!”.

O Messias, então, respondeu: “O que vocês estão pensando? Qual de vocês deixaria uma ovelha do seu rebanho caída em um buraco? Só por que é sábado vocês a deixariam morrer?

Essa seria a atitude extrema da lei. Jesus sabia que, certamente, não deixariam e, ainda, acrescentou: “Então, imagine este homem, que além de ser amado de Deus, vale muito mais que uma ovelha?”.

Então, quebre hoje todos os impedimentos da religiosidade e da maldade. Entenda, de uma vez por todas, que o amor de Deus pela sua vida é pleno.

Deus quer te abençoar, te prosperar, quer que sua vida seja marcada pelo poder de Jesus Cristo! Independente de qualquer determinação da lei, a graça está sobre sua vida, e ela é plena para te abençoar.

Em segundo lugar: Inaugurou um tempo de liberação!

A mão daquele homem era ressequida. Ele era discriminado por causa daquela enfermidade. Era uma pessoa limitada e desprezada, mas Jesus o curou!  Aquele momento foi um divisor de águas. O Senhor o liberou para um novo tempo.

Hoje, o Senhor vai liberar a sua vida! Vai te libertar de todos os complexos, de todos os pensamentos destrutivos, de todas as situações que te limitavam, da falta de esperança e do medo.

Em terceiro lugar: Mostrou que nós devemos preservar o nosso milagre

Preserve o teu milagre. Ao lermos essa passagem, conseguimos dimensionar a maldade daqueles homens. Em vez de se alegrarem com o milagre, eles continuaram perturbando Jesus. Eles queriam matar o Senhor do milagre, matar o amor!

Imagine você presenciar um milagre desses! Qual seria sua reação? Com certeza, você não seria tão cruel a ponto de ignorá-lo!

Olhe quantos milagres o Senhor já realizou na sua vida! Não deixe a crueldade, a insatisfação momentânea e a religiosidade te cegarem! Não conspire contra Jesus, nem contra sua obra! Se Deus realizou um milagre na vida do seu irmão, não fique pensando que você merece mais, não tenha inveja! Alegre-se por ele! Ame-o!

Deixe Jesus Cristo guiar e conduzir sua vida em bênçãos!

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Não é o fim da linha!


Filipenses 1: 12 a 26: Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me acontecem têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a Palavra de Deus.

Alguns, efetivamente, proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade; estes, por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulações às minhas cadeias.

Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, que por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei. Por que estou certo de que isto mesmo, pela vossa súplica e pala provisão do Espírito de Jesus Cristo, me redundará em libertação, segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte.

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e morrer é lucro. Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar, com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne. E, convencido disto, estou certo de que ficarei e permanecerei com todos vós, para o vosso progresso e gozo na fé, a fim de que aumente, quanto a mim, o motivo de vos gloriardes em Cristo Jesus, pela minha presença, de novo, convosco."

Paulo estava preso em Roma. Esta prisão trouxe uma grande comoção entre a sociedade que, na época, era composta também por cristãos. Muitas pessoas acusaram Paulo injustamente. Outras, simplesmente, ficaram paralisadas. Algumas, por outro lado, tiveram a fé abalada.

Mas Paulo, em meio a essa loucura, levantou questões maravilhosas. Vamos enumerá-las:

Em primeiro lugar: A situação pela qual estou passando é para o progresso e crescimento da vossa fé!

Muitas vezes, é difícil entender que as situações de abandono, de humilhação, de solidão, de perdas familiares e de enfermidades podem trazer aspectos positivos à nossa vida.

Mas, na verdade, por piores que sejam as lutas que você está vivendo, elas terão um fim proveitoso! Esta situação vai trazer progresso, não somente para você, mas para as pessoas que te cercam.

Nos momentos mais difíceis, nosso testemunho precisa falar mais alto que tudo. Na adversidade, nós mostramos se realmente dependemos de Deus e se sabemos caminhar pelo espírito.

Se você passar pelas adversidades com autoridade, com consolo, com forças e não desfalecer, a sua tribulação será leve, momentânea e trará peso de glória.

Satanás não vai se aproveitar do seu momento de dor. Você não vai entregar os pontos. Você não vai ficar prostrado e, muito menos, preso à depressão!

Em segundo lugar: Importa que, através do que está acontecendo comigo, o evangelho seja pregado. Tenha convicção de que a voz da suplica trará libertação!

Nós, quando passamos pela adversidade, temos algumas tendências: nos trancamos, não queremos dividir nossas dificuldades com ninguém, queremos ficar sozinhos, porque tudo nos irrita, tudo nos perturba, e não temos paz!

Nas situações que nos fazem perder a razão, a oração, o clamor e a súplica nos fazem encontrar uma saída.

Se você não consegue orar sozinho, há uma igreja que ora por você! Peça oração para seu irmão em Cristo ou para o seu pastor! A aliança nos fortalece!

Tiago 5.16: “Confessai, pois, os vossos pecados e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.”

Paulo disse: Eu sei que a oração e a suplica de vocês me devolverão a liberdade!

Em terceiro lugar: O meu sofrimento não trará vergonha e não acabará com a minha vida!

Paulo tinha convicção de que aquela situação não era o fim da linha! Ele sabia que o propósito de Deus era, infinitamente, maior.


Se hoje  existem pessoas que torcem pelo seu fracasso, não se abale! No lugar da sua vergonha, você terá dupla honra!

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

A limpeza espiritual de Ezequias


A limpeza espiritual promovida pelo rei Ezequias e como ela se aplica nos dias atuais na Igreja de Jesus Cristo foi o tema da ministração do Apóstolo Estevam Hernandes na primeira Ceia de Oficiais do Ano Apostólico de Ezequias, realizada neste sábado (06) na Renascer Arena. Ele leu o texto bíblico de 2 Crônicas 29.15 a 20.
  
“Ezequias tinha uma relação profunda com o Senhor. Ele convocou o povo de Israel e disse: ‘Vamos fazer uma aliança com o Deus Todo-Poderoso!’. Na época, ele tinha apenas 25 anos. Humanamente, ele tinha a herança de seu pai, o rei Acaz, um homem sanguinário e idólatra. Quando Acaz invadiu o templo, ele trouxe ídolos. Ele criou um ambiente favorável para que a sujeira de Satanás fosse instaurada”, declarou.

“De maneira sutil, Satanás degrada nossa relação com Deus. Sem perceber, ficamos contaminados. A sujeira espiritual entra em nossa vida através de nossos ouvidos. Se a fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus, Satanás adota a mesma estratégia para nos corromper. Foi o que ocorreu com Eva no Jardim do Éden. Ela deu ouvidos à voz da serpente e se deixou corromper com aquele discurso. A pior sujeira, queridos, não é a pessoal, mas aquela que está no interior das pessoas: a falsidade, a hipocrisia, a desonestidade, a corrupção e a prostituição mental”, disse.

Na sequência, ele afirmou que:


1- Para que sejamos limpos espiritualmente, precisamos sair do ambiente das trevas (Atos 26.18 e João 8.12).

“Precisamos ter consciência de que não podemos servir a dois senhores. Jesus mostrou que existem dois ambientes espirituais: o das trevas – onde Satanás habita – e o da luz – onde Cristo habita. É impossível ter comunhão com Deus andando em trevas”, conscientizou.

2- É necessário promover a “faxina” que vem pela consciência espiritual (João 8.32 e 2 Reis 20.20).

“Lamentavelmente, a religiosidade reveste as pessoas de uma capa de hipocrisia. A mente delas fica cauterizada, a tal ponto que elas não se importam se não estão vivendo o que elas mesmas pregam”, lamentou.

“Por que Ezequias promoveu a faxina espiritual? Pela consciência de quem havia sido seu pai, um homem que só trouxe maldição para o povo de Israel. Em vez de continuar as obras dele, Ezequias rompeu, espiritualmente, com aquela filiação. Ele tinha consciência de que ele era da quarta geração do rei Davi, e assume esta filiação espiritual. Ele quebrou as maldições hereditárias e buscou ter o coração que Davi tinha. O reinado de Ezequias foi profético, porque ele restaurou e abriu as portas do templo”, destacou.

Acompanhe, a seguir, os principais trechos da ministração:


Assim como ocorreu com o rei Ezequias e com Jesus Cristo, o Senhor nos levanta para:

1- Destronar Satanás de todos os lugares altos (Apocalipse 2.13).

Satanás quer estabelecer tronos no reino de Deus! A nossa guerra é contra principados, potestades e dominadores, nas regiões celestiais. O que Ezequias fez? Destronou todos os reinos que Satanás havia edificado.

Precisamos destronar Satanás de todas as áreas de nossas vidas. Precisamos tirar das mãos dele o domínio de nossas emoções, de nossas finanças, de nossos relacionamentos e de nossas famílias. Destronar Satanás traz limpeza.

2- Manter as portas do templo abertas.

Quando as portas estão fechadas, os lugares altos – os montes – são ocupados por demônios. Quando as portas estão abertas, o poder flui em nossas vidas, os levitas são curados, os sacerdotes se posicionam e a glória de Deus se manifesta! 

Por que o mundo está em trevas? Porque a luz só entra onde as portas estão abertas! Quando as portas estão abertas e Jesus Cristo é levantado, o ambiente espiritual muda!

A nossas portas estão abertas e estamos no ambiente da graça.

O ambiente da graça tem três fatores importantes:

- A ressurreição;

- Nos coloca em um nível espiritual elevado, ou seja, onde Cristo está (acima de principados potestades e dominadores);

- O avivamento.

3- Um tempo de crescimento e avivamento que vem pela limpeza (João 15.1 a 3 e Hebreus 12.14).

Deseje ser exatamente o que Deus planejou, porque é tempo de ser habitação do Espírito Santo! É tempo de purificação, de unção e de avivamento! É tempo de lutarmos pelos ideais de Cristo!



Redação iGospel

Fotos: Alessandra Braga e Abdiel Silva

A oferta de Ezequias

Na primeira Ceia de Oficiais de 2018, realizada neste sábado (06) na Renascer Arena, o Apóstolo Estevam Hernandes leu a passagem bíblica de 2 Crônicas 29.20 a 24 e falou sobre a oferta consagrada pelo rei Ezequias.


“Ezequias recebeu uma visão de Deus. Essa visão consistia em fazer com que o povo tivesse seus valores espirituais restituídos. No primeiro mês, ele inicia uma grande limpeza. Ele, então, começa a convocar o povo a trazer ofertas. Aquele mês seria de reconciliação, porque o povo estava rompido com a prosperidade. Eles passaram por um período de extrema miséria. Ezequias entendeu que a primeira coisa que ele precisava restituir eram as ofertas”, afirmou.

Na sequência, ele explicou que, quando somos cegos em relação às ofertas, aquilo que deveria ser entregue ao Senhor é consagrado a demônios. 

“O povo trazia ofertas, mas elas eram dirigidas a demônios, o que desencadeou em uma miséria terrível. Ezequias ficou inconformado com aquela situação de opróbrio e de frieza espiritual”, disse.

“As ofertas no altar eram essenciais para que aquele ano se iniciasse debaixo das bênçãos do Senhor. Ele consagrou sete bodes, sete carneiros e sete ovelhas, representando os sete espíritos de Deus. Ele entregou ofertas pala purificação e santificação. Aquelas ofertas eram as primícias. E, hoje, nós vamos entregar nossas primícias ao Senhor. Aquelas ofertas foram um divisor de águas e inaugurou um tempo de restituição e de reconciliação”, destacou.

Para finalizar, ele ministrou 12 bênçãos para o mês de janeiro. Acompanhe a seguir:


1ª Janeiro será um mês de limpeza pessoal e financeira surpreendente e promovida pelo poder da palavra;

2ª O Senhor vai entregar bolsas de estudos e liberações de créditos para pessoas se formarem tanto no Brasil quanto no exterior;

3ª A graça de Jesus Cristo está sobre nós, e a nossa luz vai brilhar. Muitos terão promoções para cargos superiores com aumentos salariais de até 100%;

4ª Grandes livramentos pessoais. Algumas situações catastróficas vão acontecer, mas o povo de Deus será preservado;

5ª Deus vai nos dar a compra da casa dos sonhos de maneira sobrenatural;

6ª Deus vai proporcionar viagens para o Brasil e para o exterior, gratuitamente ou com condições surpreendentes;

7ª Haverá grandes liberações de processos trabalhistas e de causas na justiça. Haverá acordos vantajosos;

8ª Portas de negócios serão abertas sobrenaturalmente. Muitos terão o emprego dos sonhos;

9ª Troca de automóveis em condições de honra. Para muitos, a compra do segundo carro;

10ª O melhor mês que nós já vivemos em nossas vidas. Em fevereiro, entregaremos o maior dízimo de nossa história;

11ª Vidas profissionais serão ressuscitadas. Todo o desânimo será transformado em disposição e vigor;

12ª Muitos serão eleitos os melhores de suas áreas. Haverá entrega de prêmios e de valores altíssimos.


Redação iGospel

Fotos: Alessandra Braga e Abdiel Silva

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Deus não mudou!


Hebreus 6.13 a 20: “Pois, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo, dizendo: Certamente, te abençoarei e te multiplicarei. E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa. Pois os homens juram pelo que lhes é superior, e o juramento, servindo de garantia, para eles, é o fim de toda contenda.

Por isso, Deus, quando quis mostrar mais firmemente aos herdeiros da promessa a imutabilidade do seu propósito, se interpôs com juramento, para que, mediante duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos nós que já corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta; a qual temos por âncora da alma, segura e firme e que penetra além do véu, onde Jesus, como precursor, entrou por nós, tendo-se tornado sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque.”

Um dos maiores erros que podemos cometer é nos compararmos ao Senhor, ou seja, quando achamos que Ele terá as mesmas reações que qualquer ser humano teria!

Os homens, querido internauta, mudam. Hoje, eles amam. Amanhã, odeiam. Hoje, eles prometem. Amanhã, eles se esquecem... Hoje, querem pagar um preço pelo casamento. No dia seguinte, agem como se fossem solteiros...

Mas Deus não muda! Nele, não há sombra de variação. Ele jurou por Si mesmo que iria cumprir Suas promessas!

Os homens mentem! Mas Deus, não! Jesus Cristo é o Pai das Luzes! Quem anda na luz, nunca será enganado!

Quando a tempestade vier, quando tudo parece estar perdido, lembre-se destas três palavras: “Deus não muda!” . 

Os planos d’Ele para a sua vida são superiores e soberanos! 
Malaquias 3.6: “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” 

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Amar é não esperar nada em troca


Lucas 6.38: “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.”

Nesta passagem tão conhecida da Bíblia, Jesus ensina um dos maiores princípios do amor, a doação.

Por que algumas pessoas recebem tão pouco? Porque elas entregam pouco! Eu não estou falando de dinheiro! Estou falando de tempo, de atitudes de amor, de se dispor a ajudar os necessitados, de se dedicar mais ao seu trabalho, de desenvolver mais o teu relacionamento com Deus, de lutar mais pela sua família...

Nós, muitas vezes, reclamamos que os outros não se importam com os nossos problemas, que ninguém nos dá atenção. Mas será que nós também temos demonstrado interesse nos problemas daqueles que no cercam?

Reclamamos que não recebemos carinho, mas sempre tratamos os outros com grosserias.

Jesus disse: “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão!”.

Amor envolve doação. Quando entendemos este principio, percebemos que é melhor entregar, é melhor se doar, do que receber.

Atos 20.35: “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber.”

A nossa atitude de entrega move o mundo espiritual.

Ageu 2.6 a 9: “Pois assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda uma vez, dentro em pouco, farei abalar o céu, a terra, o mar e a terra seca; farei abalar todas as nações, e as coisas preciosas de todas as nações virão, e encherei de glória esta casa, diz o SENHOR dos Exércitos.

Minha é a prata, meu é o ouro, diz o SENHOR dos Exércitos. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos; e, neste lugar, darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos.”

Quando somos generosos e amamos verdadeiramente as pessoas, o que receberemos em troca não importa!  

Lucas 6.38: “...porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.”

E as injustiças? E as incompreensões? E as traições? Elas não permanecem para sempre. A verdade sempre prevalecerá! A palavra do Senhor não volta vazia!

Números 23.19: “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa.”

Tudo o que nossas mãos não conseguem alcançar está no controle de Deus! A nossa parte é continuar...

Gálatas 6.9: “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.”


Eu tenho certeza de que se você seguir estes princípios será abençoado em todos os seus caminhos! 

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

2018 é o Ano Apostólico de Ezequias

O ano de 2018 será Ano de Ezequias para o povo de Deus, segundo a palavra profetizada pelo Apóstolo Estevam Hernandes na noite de 31 de dezembro de 2017, durante o Culto da Virada. Ele leu o texto que está em 2 Cronicas 29:1 – 11. "Essa passagem nos fala de uma crise que durou quase 29 anos, uma crise criada por um rei chamado Acaz. Ele recebeu o reinado; o reino de Israel estava dividido, havia o reino do norte e o reino do sul; a capital do norte Samaria, Israel e a capital do Sul era Jerusalem, Judá'. Afirma o Apóstolo.


Veja a seguir os principais trechos da palavra ministrada:

"Quando Salomão morreu o reino foi dividido, e aquela era uma oportunidade muito grande para o diabo trabalhar o coração dos reis de Israel. Acaz fez o que era mal perante os olhos do Senhor. Ele proibiu que entregasse ofertas ao Deus vivo. O povo começou a adorar outros deuses".

"Todas as vezes que desviamos os nossos corações do Deus Vivo, nós acabamos buscando outras maneiras de suprir a nossa necessidade espiritual. Não se pode servir a dois senhores. Acaz trouxe para o povo um período de crise impressionante".


"Acaz não estava preocupado, porque quando você está desviado da presença de Deus, você tem uma sensação que está tudo bem, porque o diabo é astuto. Acaz desprezou tudo isso. Deus está preparando 365 dias para que você viva milhares de liberações, direções, proteção e a isenção de tudo o que o diabo tem colocado lá fora".

"Como vou viver isso? Eu vou viver na presença do Deus Poderoso! Eu não vou me desviar nem para direita nem para esquerda".

"Acaz tinha um filho que no tempo de aproximadamente 5 anos, reinou com junto com ele na função de príncipe regente. Ezequias era seu filho sucessor e naturalmente Acaz poderia ter passado para ele toda a malignidade e comportamento anti espiritual e destrutivo, mas Ezequias fez a opção de andar nos caminhos de Davi seu pai. Atos 13:22".

"Chegou um dia que Acaz morreu e o povo ficava pensando como seria o futuro, porque Ezequias tinha apenas 25 anos. No meio do caos, Deus levanta um ungido com propósitos, e disposição espiritual. Ele iria desafiar todas as obras contrárias do diabo. Deus vai te levantar para destruir e desafiar as obras contrárias do diabo!"


"Nós não podemos viver de desculpas humanas, culpando as pessoas, nós precisamos tomar posição e hoje você vai tomar uma posição diante de Deus".


"Essa disposição vai determinar os próximos anos da sua vida. Ezequias iria mudar a história de Israel. Hoje é dia de transformação de historia!"

"Você vai quebrar tudo o que estava escrito e determinado no inferno e destruir aquilo que é carnal. Fomos escolhidos para entrar na presença do Senhor".

"Tempo novo, portas abertas, ano de restauração, abundância e milagres, coisas incríveis do Senhor na sua vida!"


12 ações espirituais que representam um milagre poderoso para cada mês:
1- Limpeza de toda sujeira do passado. Não vai ficar nada! Arranque os autos, os ídolos e arranque toda sujeira de Israel. Deus vai limpar da sua vida toda sujeira do seu passado;

2- Abertura de portas. Deus vai abrir portas que estavam fechadas há anos;


3- Fazer aliança com o Deus vivo. No primeiro dia, do primeiro mês ele disse ao povo: “eu resolvi fazer uma aliança de prosperidade com o Deus vivo. ”

4- Ajuntar montões. No terceiro mês ele juntou os montões e esse ano vamos juntar os montões;


5- Viver uma prosperidade nunca vivida. Como Ezequias, tudo o que eu fizer prosperará! Deus vai prosperar seus caminhos!;


6- Ano de colocar a casa em ordem. Deus dará graça e colocaremos a casa em ordem;


7- Ano de grande livramento. Eu viverei um livramento do dono do mundo (diabo). Tempo de grande livramentos;


8- Ano de construir um muro e viver coisas grandes: o muro que Ezequias construiu, Neemias reconstruiu. Aquele muro transformou Jerusalém numa cidade edificada. Eu vou construir o muro que inimigo não imagina. Vamos construir coisas grandes porque Deus tem reservado isso para você. O que eu não consegui construir até hoje eu vou construir em 2018!;


9- Tesouros que Deus vai mostrar somente para o seu ungido. Tem obras que vamos fazer que pessoas vão duvidar, mas é um ano excepcional de livramentos e construção;


10- Deus tem preparado uma grande celebração para minha vida. Acabou o tempo de choro, de endividamento, de chuva seca e cativeiro. Deus vai restituir a sua família, a tua saúde, tudo o que você deixou de celebrar nesses anos, em 2018 você vai celebrar, porque no lugar da tristeza Deus te dará alegria, dupla honra e o diabo não vai calar a sua boca.


11- Fazer o que é reto diante do Senhor. Esse ano sua vida espiritual vai decolar! Prepare-se porque o ungido do Senhor está se levantando. Ninguém viverá uma vida espiritual morna, o Senhor dará sabedoria, vai nos livrar do laço do passarinheiro, vai tirar pessoas da sua vida que são impedimento para você servir a Deus, e Ele dará experiências grandiosíssimas! É ano de restituição e constituição na sua vida em nome de Jesus!


12- Tempo de cura, vamos viver os melhores anos das nossas vidas e esse tempo está começando hoje! Ezequias ficou enfermo, clamou e foi curado. Há um ambiente diferente para você, por isso pode se preparar! Ezequias orou, o profeta voltou e a última palavra foi: "Eu vou te curar, vou te livrar dos inimigos, vou dar os melhores e mais produtivos anos que você já viveu". Deus vai curar casamentos, relacionamento, feridas de anos pois o Jeová Rafah está entrando nessa situação e vai trazer reconciliação. Deus vai curar as finanças, a vida profissional. Será um ano de cura!


Esse ano será um ano de restauração, portas abertas, das maiores vitórias que já vivi na minha vida, ano de cura, ano de viver o impossível, de ter aliança com a prosperidade, ano em que os livramentos serão tremendos e o inimigo vai cair debaixo dos nossos pés; ano de avivamento espiritual!

2 Reis 20:20 - Ezequias significa: Jeová me fortalece

Com o mundo está o braço da carne, comigo está o braço forte do Senhor. O inimigo não entrara na minha casa, não entrará na minha família, não tocará naquilo que é do Senhor na minha vida e eu estou preparado para viver o que tem de melhor de Deus na minha vida!


Confira, a seguir, o vídeo da ministração completa:



Fotos: Karin Marcitello, Fellipe Pupo, Abdiel Silva

Rodrigo Avelino, Redação iGospel