sexta-feira, 22 de março de 2019

Uma pequena atitude, grandes lições!


João 13.12 a 20: Depois de lhes ter lavado os pés, tomou as vestes e, voltando à mesa, perguntou-lhes: Compreendeis o que vos fiz? Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou. Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.

Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou. Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes. Não falo a respeito de todos vós, pois eu conheço aqueles que escolhi; é, antes, para que se cumpra a Escritura: Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar.

Desde já vos digo, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais que EU SOU. Em verdade, em verdade vos digo: quem recebe aquele que eu enviar, a mim me recebe; e quem me recebe aquele que me enviou.”

Quando Jesus estava no cenáculo com seus discípulos celebrando sua última Santa Ceia, Ele faz algo surpreendente.

Ele pega uma vasilha de água e começa a lavar os pés de seus seguidores. O que, afinal, Jesus pretendia com aquela atitude?

Em primeiro lugar: Dar-nos grandes lições!

Uma delas – a humildade – foi esquecida por muitos cristãos.

1 Pedro 5.6: “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte!”

Lucas 18.14: “Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado!”

Jesus estava ensinando para os discípulos que o caminho da constituição também passa pela humilhação.

Ser humilhado é viver Filipenses 4, quando o apóstolo Paulo fala que ele aprendeu a estar bem em toda e qualquer situação: "Tanto sei estar humilhado como também ser honrado.”.

Sabe o que acontece? É que nós, muitas vezes, nos provemos de uma arrogância, de uma prepotência e transferimos isso para o nosso relacionamento com Deus.

Achamos que somos autossuficientes e nos sentimos no direito de exigir do Senhor, como se estivéssemos exigindo de um ser humano qualquer. Isso é inconcebível. A vontade d´Ele é soberana. Sem Ele, nada podemos fazer!

Nós também transferimos essa sensação de autossuficiência para nossos relacionamentos interpessoais, quando somos intolerantes, não aceitamos que as pessoas erram e não nos abrimos para a correção.

O humilde aprende, entrega-se à correção e aceita pagar um preço para o seu desenvolvimento. Em outras palavras, a humildade é o caminho dos sábios!

O humilde não busca fazer justiça com as próprias mãos, pois confia na justiça do Senhor.

O humilde entrega suas humilhações como uma oferta a Deus e permanece com o coração limpo.

Romanos 5.20 e 21: “Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a graça, a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.”

Em segundo lugar, mostrar sua constituição espiritual

Jesus quis dizer: “O fato de eu estar lavando os pés de vocês não muda quem eu sou! EU SOU! Eu sou escolhido, eleito, enviado! E, como Deus, conhecendo a minha constituição espiritual, eu posso lavar os pês de vocês. Eu não preciso de autoafirmação. Não preciso de reconhecimento humano. Eu tenho minha constituição espiritual”.

E, por fim, o Senhor Jesus mostra que o caminho da comunhão e da humilhação denuncia o traidor!

Ali, houve a manifestação de Judas. Ali, houve o cumprimento de um ciclo que fora estabelecido por Deus.


Este ciclo também será cumprido em sua vida, e tudo o que estava oculto será revelado. Deus tem para você coisas superiores. 

quinta-feira, 21 de março de 2019

O Homem Carnal x O Homem Espiritual


Se Jesus voltasse agora, como Ele encontraria o seu coração? Todo mundo fala que serão arrebatados. Mas a maioria das pessoas que me falou isso, hoje, esta caída na fé. Elas não esperam, verdadeiramente, a volta de Cristo. No Dia do Senhor, Ele vai separar o joio do trigo. Cuidado para você não perder a oportunidade que Deus está te dando de ser trigo. O apóstolo Paulo falou aos colossenses: ‘Aproveitem a oportunidade!’.

O apóstolo Paulo fala que a carne guerreia contra o espírito. Jesus veio à terra para vencer a carne. As obras da carne são fruto do pecado.

1 Coríntios 15.45 a 49: “Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante. Mas não é primeiro o espiritual, e sim o natural; depois, o espiritual. O primeiro homem, formado da terra, é terreno; o segundo homem é do céu.

Como foi o primeiro homem, o terreno, tais são também os demais homens terrenos; e, como é o homem celestial, tais também os celestiais. E, assim como trouxemos a imagem do que é terreno, devemos trazer também a imagem do celestial.”

O homem carnal é o primeiro Adão, mas o renascido em Cristo é o espiritual.
  
Paulo fala que quem anda no espírito não tem necessidade de satisfazer as concupiscências da carne.

O primeiro Adão é uma referência àquele que pratica as obras da carne, ou seja, é aquele que é dominado por seus impulsos. Já o segundo Adão, ou seja, o espiritual, é Jesus Cristo!

Em João 3, está escrito: ‘O que é nascido da carne é carne; mas o que nasce do Espírito é espírito!’. Todos nós temos o direito de ter uma vida no espírito.

Quando o meu novo nascimento passa a ser o meu estilo de vida, eu passo a caminhar de forma diferente. No nascimento carnal, nascemos pecando. Mas, em Cristo, temos o nascimento espiritual. Hoje, você vai perder sua identidade com o Adão carnal para crescer debaixo da identidade espiritual, ou seja, praticando o fruto o espírito!

Em 2 Timóteo 3, Paulo tem uma revelação sobre os últimos tempos. Ele cita 19 características que são peculiares à personalidade do ser humano e totalmente destrutivas. Ele afirmou: ‘Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.’. Apesar de este texto ter sido escrito há mais de dois mil anos, este é o perfil do homem do século 21. É contra isso que nós temos que lutar.

Gálatas 2.20: “...logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.”

Nós adquirimos uma personalidade deformada quando nos tornamos permissivos. Deus tem reservado para você uma aliança superior. E ela passa exatamente pela mortificação da sua carne. Hoje, você vai crucificar o teu corpo carnal e tomar uma posição que te transforme, definitivamente, em um homem de Deus. Hoje, inicia uma nova jornada na sua vida!

A obra de limpeza só começa quando eu tenho uma identificação com Jesus Cristo. Hoje, você vai guerrear pela sua libertação e passará a ser identificado como um homem espiritual. Este será o seu estilo de vida.

Tito 1.6 a 9: “... alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si, apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem.”

O homem espiritual é irrepreensível, marido de uma só mulher, tem filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem é insubordinado, é irrepreensível como despenseiro de Deus, não é arrogante, não é irascível, não é dado ao vinho, não é violento, não é cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, é amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, tem domínio de si, é apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tem poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem. Essas são as características que nós temos que buscar. Busque ser um homem segundo o coração de Deus.

Você vai se despir do homem carnal e será revestido do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. A partir de hoje, você caminhará como um novo homem.

Efésios 4.17 a 24: “Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza.

Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.”

Para finalizar, eu quero citar duas características essenciais para nos tornarmos homens espirituais:

1º) Ser cheio do Espírito Santo

Efésios 5.18 a 21: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”

2º) Ser um homem de aliança

Gênesis 17.1 a 8: “Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o SENHOR e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. Farei uma aliança entre mim e ti e te multiplicarei extraordinariamente. Prostrou-se Abrão, rosto em terra, e Deus lhe falou: Quanto a mim, será contigo a minha aliança; serás pai de numerosas nações.

Abrão já não será o teu nome, e sim Abraão; porque por pai de numerosas nações te constituí. Far-te-ei fecundo extraordinariamente, de ti farei nações, e reis procederão de ti. Estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua, para ser o teu Deus e da tua descendência.

Dar-te-ei e à tua descendência a terra das tuas peregrinações, toda a terra de Canaã, em possessão perpétua, e serei o seu Deus.”


quarta-feira, 20 de março de 2019

Futuro sem trevas!


João 12.32 a 36: “E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo. Isto dizia, significando de que gênero de morte estava para morrer. Replicou-lhe, pois, a multidão: Nós temos ouvido da lei que o Cristo permanece para sempre, e como dizes tu ser necessário que o Filho do Homem seja levantado? Quem é esse Filho do Homem?

Respondeu-lhes Jesus: Ainda por um pouco a luz está convosco. Andai enquanto tendes a luz, para que as trevas não vos apanhem; e quem anda nas trevas não sabe para onde vai. Enquanto tendes a luz, crede na luz, para que vos torneis filhos da luz. Jesus disse estas coisas e, retirando-se, ocultou-se deles.”

Este texto retrata exatamente o que viveremos na Marcha para Jesus, no próximo dia 20 de junho. Será tudo para a honra e glória do nome d'Ele. 

Quando Jesus é levantado, Ele atrairá para si as multidões. De acordo com o evangelho de João, Ele foi levantado durante a crucificação.

Jesus estava mostrando para a humanidade que Ele precisava cumprir o plano que o Senhor havia estabelecido, que havia um caminho a ser percorrido e que o reinado d’Ele é eterno. 

Hoje, o meu desejo é que você seja atraído à presença de Jesus! O meu desejo é que você encontre n’Ele a paz que o mundo tem tanto procurado! Que você encontra a saída que o mundo está procurando.

Em Seu tempo na terra, Jesus operou uma série de milagres e deixou para nós um caminho de libertação.

Hoje, Jesus Cristo está sendo levando na sua vida. E, debaixo da sombra d’Ele, você será curado e liberto!


A luz d’Ele vai brilhar constantemente na sua vida! Você nunca mais andará em trevas! 

João 8.12: “Falando novamente ao povo, disse Jesus: “Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue, não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”

terça-feira, 19 de março de 2019

Como aproveitar melhor o tempo?



Efésios 5.15 a 18: “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual é a vontade do Senhor.

E nos vos embriagueis com o vinho, no qual há contenda, mas enchei-vos do Espírito Santo, falando entre vós com salmos, entoando e louvando ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome do Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”

Em uma das minhas orações matinais, o Espírito Santo colocou no meu coração esta passagem, que nos fala sobre como remir o tempo.

O que significa remir o tempo? Significa aproveitá-lo, maximizá-lo, torná-lo útil e aproveitável.

Se nós calculássemos todo o tempo que gastamos com coisas inúteis, veríamos quantos anos de vida nós já perdemos.

Quanto tempo você perdeu alimentando essa depressão? Quanto tempo você perdeu odiando? Quanto tempo você perdeu sendo refém desta mágoa? Quanto tempo você perdeu tentando se justificar, em vez de procurar uma solução?

Podemos estocar comida, dinheiro, roupas... mas não existe estoque de vida! Ou nós aproveitamos o tempo ou o desperdiçamos, e, muitas vezes, é um desperdício irreversível.

Hoje, eu quero deixar alguns conselhos para quem quer aproveitar melhor o tempo! Para começar, você vai adotar o termo "remir", como uma prática. Remir o tempo, espiritualmente, significa que:

1º Não devemos nos deixar levar pelos ventos contrários

Não se deixe levar pelos ventos dos falatórios, das intimidações, das inseguranças. Não deixe nada te tirar do foco!

Quando não caminhamos firmados em Cristo, somos levados facilmente por ventos de doutrinas, e isso tem acontecido com muitas pessoas que, ao olharem para trás, ficam desesperadas, porque foram enganadas.

Existem pessoas que foram levadas por modismos e, até hoje, não construíram nada. Construíram suas moradas sobre a areia, achando que haviam construído sobre a rocha.

Estes ventos te levam para longe da vontade do Senhor. Tome cuidado! Esteja firmado, para que o vento do Espírito Santo seja o único a soprar em sua vida.

João 20.22: “E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo”.

2º Devamos renovar nossas forças em Deus!

Desta forma, superaremos todas as crises!

Quando, ao olhar as dificuldades, entregamos os pontos, somos consumidos pelo desânimo. Isso custa muito caro. Se, em vez disso, nós nos levantássemos para enfrentar os gigantes, ganharíamos mais tempo!

O tempo que você perdeu reclamando, o tempo que você perdeu brigando com sua esposa, o tempo que você perdeu arquitetando uma vingança, e o tempo que você perdeu se sentindo o homem mais injustiçado do mundo trouxeram o que para sua vida? Nada! Em vez de lamentar, clame ao Senhor!
 
Josué 1.9 “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas e nem te espantes, porque o Senhor, Teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”

Em Deus, nós podemos renovar nossas forças. Em Lamentações 3.22, está escrito que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã.

Não se integre às más notícias do inferno, porque evangelho são boas novas.

Salmo 112.7: “Não se atemoriza de más notícias; o seu coração é firme, confiante no Senhor”.

Receba forças, em seu interior, para que, a despeito das adversidades, você tenha condições de seguir em frente.

3º Precisamos aproveitar as oportunidades

Aproveite o tempo que Deus te deu. Quando estiver com seus filhos, aproveite ao máximo possível. Quando você estiver trabalhando, dê o seu melhor! Não se distraia com a internet, com telefonemas inúteis e com fofocas. Quando estiver fazendo a obra de Deus, aproveite ao máximo este tempo para mostrar seu amor por Ele.

Todos os dias, Deus nos dá oportunidades de fazermos as melhores escolhas! Nós não temos domínio sobre a nossa própria vida. Existem pessoas que vivem inconsequentemente, achando que são imortais! Todos nós vamos enfrentar a morte física. Se tivermos o nosso espírito fortalecido, teremos vitórias, diariamente. O Senhor Jesus nos diz: "Basta para cada dia o seu próprio mal!".

Salmo 84.5 a 7: “Bem-aventurado o homem que encontra cuja força está em ti, em cujo coração se encontram os caminhos aplanados, o qual passando pelo vale árido, faz dele um manancial; de bênçãos o cobre a primeira chuva. Vão indo de força em força; cada um deles aparece diante de Deus em Sião.”

Nós temos condições de, literalmente, fazer do limão uma limonada! Nós temos a oportunidade de transformar adversidades em bênçãos.

Aproveite a oportunidade que Deus te deu de ser feliz, de ter uma família, de ter saúde e de estar vivo!

Em nome de Jesus, siga estes conselhos! Dê o seu melhor, pregue o evangelho e seja cheio do Espírito Santo. Faça tudo por Ele e para Ele.

Se você saiu da igreja, por qualquer motivo, volte para a Casa do Senhor! Você será recebido em amor! Sabe qual é uma das maiores dignidades que existem no homem? Poder voltar e terminar aquilo que começou.

Se você foi roubado, não se desespere, Deus tem o poder de nos restaurar e nos restituir. Você vai remir o tempo que você tem e vai recuperar o tempo perdido, em nome de Jesus!

segunda-feira, 18 de março de 2019

Não aceite ser mais um!


Lucas 13.6 a 9: “E passou a narrar esta parábola: Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha; e indo procurar fruto nela, e não o achou. Disse então ao viticultor: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho; corta-a; para que ocupa ela ainda a terra inutilmente? Respondeu-lhe ele: Senhor, deixa-a este ano ainda, até que eu cave em derredor, e lhe deite estrume; e se no futuro der fruto, bem; mas, se não, cortá-la-ás.”

Ser uma árvore sem frutos é o mesmo que ter uma vida sem propósito.

Com base neste texto, que mostra a dura a dura realidade das pessoas que estão afastadas do seu chamado, eu gostaria de destacar alguns pontos importantes:

1- Você já notou que, desde que você deixou de ter sua vida enraizada em Cristo, você se tornou uma pessoa triste? Hoje, nada te satisfaz!

Isso acontece, porque você perdeu a alegria da salvação! Volte, porque o Senhor tem uma grande obra para realizar em você e através de você!

2- Por incrível que pareça, existem muitas pessoas que se contentam em apenas ocupar um espaço, mas não buscam fazer a diferença!

Não se contente em ter uma vida vazia, sem realizações!

3- Deus tem para você propósitos superiores!

Lembre-se de que Ele te criou para você florescer e frutificar!

 Não aceite ser mais uma árvore que não produz os frutos que o Senhor procura!

Salmo 1:3 “Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará”

sexta-feira, 15 de março de 2019

Em Cristo, somos um!


Efésios 2.11 a 22: “Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas ,naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo. 

Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade. 


E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e paz também aos que estavam perto; porque, por ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito. Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.”

Nesta passagem, nós vimos que existiam dois povos: o Israel carnal eleito e os gentios, que somos nós.

Paulo, então, explica que:

Em primeiro lugar, destes dois povos, Deus criou um!

A barreira que existia foi quebrada porJesus Cristo. Agora, o povo de Deus não são mais somente aqueles que foram circuncidados por mãos humanas, mas são todos aqueles que foram circuncidados espiritualmente, ou seja, são aqueles que têm a marca de Cristo.

Se você não tem a marca de Cristo, se você não O coloca em primeiro lugar na sua vida, você não pode ser o Israel de Deus.

Paulo nos ensina que a cruz uniu os dois povos. Verticalmente, em cada ponta, a cruz simboliza a união de dois povos, que se tornaram o povo de Deus.

Em segundo lugar, nós estamos debaixo de promessas

Gálatas 3.13 e 14: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro), para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.”

Desta forma, nós entendemos o que é andar na graça, mas sem desprezar as promessas.

Muitas pessoas, infelizmente, acabam tendo o entendimento espiritual totalmente contrário àquilo que Paulo nos ministra. Elas pensam que graça é deligar-se totalmente das promessas, das orientações e das experiências vividas com Deus.

Querido, tenha consciência de que as promessas do Senhor estão sobre sua vida!

Quando o inimigo  vier te acusar ou querer te colocar embaixo de maldição, lembre-se de que você está debaixo da Palavra de Romanos 8. Você é filho, eleito e coerdeiro com Cristo. Você foi chamado para ser povo de Deus.

Paulo também fala que estamos reconciliados em Cristo, e que a barreira de inimizade foi quebrada. Portanto, devemos caminhar de forma soberana e nos comportar como filhos de Deus.

Em terceiro lugar, nós estamos fundamentados sobre Cristo, a pedra angular

Se você não está sobre a pedra angular, você não tem fundamentos. Paulo também fala que nós estamos fundamentados na doutrina dos apóstolos e dos profetas.

Você não está somente fundamentado naquilo que são as promessas da graça, mas você está fundamentado em todas as profecias, porque elas são eternas e saem do altar de Deus.

Coloque sua vida, a tua casa, a tua família e tudo o que te pertence sobre essa pedra angular, porque ela te dará sustentação para que você possa crescer e desenvolver. 

quarta-feira, 13 de março de 2019

Como não perecer no deserto?


1 Coríntios 10.1 a 13: “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo.

Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto. Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se. E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.

Não ponhamos o Senhor à prova, como alguns deles já fizeram e pereceram pelas mordeduras das serpentes. Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador. Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado.

Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.”

Paulo fala para nós não ignorarmos o que aconteceu com o povo de Deus no deserto. Mesmo recebendo poderosos livramentos, eles, lamentavelmente, não alcançaram a promessa.

Hoje, infelizmente, há pessoas que morreram no meio do caminho. Há pessoas que tinham um plano vitorioso, mas, por causa das lutas, caíram.

Aquele povo foi liberto do Egito, onde foram escravos por mais de 400 anos. Deus tinha levantado Moisés para libertá-los.

O caminho em direção à terra prometida levaria no máximo 30 dias, mas aquela jornada durou 40 anos, ou seja, toda aquela geração que saiu do Egito pereceu no deserto.

Este é o plano de Satanás: matar aqueles que Deus tirou do cativeiro!

Deus tem um plano glorioso para cada um de nós, mas, para vivê-lo, precisamos orar e vigiar! Satanás não quer que cheguemos à Terra Prometida.

Paulo fala que não devemos ignorar isso, porque aquele povo serve de exemplo para nós. Se a gente agir diferente, não teremos o fim que eles tiveram.

Os segredos para você não parecer no deserto:

1- Ser batizado com milagres e atravessar o Mar Vermelho (Êxodo 14.13 a 21)

O deserto não é o seu sepulcro, não é o sepulcro dos teus sonhos, da sua vida profissional, de sua vida espiritual, mas o deserto será para você o local onde a glória de Deus se manifestará.

2- Andar debaixo da nuvem (Êxodo 13.21, Salmo 91 e Mateus 16.19)

Aquela nuvem protegia o povo no deserto. Hoje, a nossa nuvem é a Igreja de Jesus Cristo, contra a qual o inferno não prevalece.

No período da noite, Deus colocou uma coluna de fogo!

O Senhor está colocando sobre a tua cabeça uma nuvem poderosa e gloriosa e ao seu redor, uma coluna de fogo.

3- Beber da rocha, que é Jesus Cristo (Êxodo 17: 6 e 7)

Paulo nos deixa também alguns conselhos para não sermos roubados:

1º Não seja rebelde!

Muitas vezes, você tem feito a tua vontade, sem ao menos se importar com a vontade de Deus.

Seja obediente ao que Deus tem na tua vida. Jesus foi obediente até a morte, e morte de cruz.

2º Não murmure (Isaías 53.7)

Por causa da murmuração e da ingratidão, aquele povo perdeu o milagre.

3º Não se precipite na hora da aflição e da pressão (1 Coríntios 10.13 e Habacuque 3.17)

Nada acontece da minha vida se não for da vontade de Deus. Ele não permite nada que eu não possa suportar.

Se você está em pé, cuide para que não caia. Você só não cai se tiver a certeza de que Deus está no controle da sua vida.

Confie no Senhor, fique firme! Este deserto não será o seu funeral, mas a passagem para um novo tempo.