quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Homens de Aliança: 10 conselhos fundamentais transformar o ambiente familiar



Nós fomos criados para fazer a diferença! Como homens de Deus, precisamos amar, suprir zelar e proteger nossas famílias!

Por isso, eu separei 10 conselhos que são fundamentais para que o ambiente da sua casa mude para melhor:

1º) Troque o seu vocabulário dentro de casa. Seja respeitoso e atencioso;

2º) Faça uma troca de Salmos diária;

3º) Faça uma lista de cinco pontos que você precisa de transformações e coloque em um lugar visível. Desafie-se e lute para vencer cada uma delas;

4º) Junte dinheiro para dar um presente especial para sua esposa e faça uma surpresa para ela;

5º) Ore com sua família, no mínimo, uma vez por dia;

6º) Pergunte para sua esposa as características que você precisa mudar que ela nunca te falou;

7º) Busque recursos para abençoar mais sua família, supere seus limites profissionais;

8º) Tome inciativas espirituais, você é o sacerdote da sua casa;

9º) Faça um curso ministerial, desenvolva o dom que há em ti;

10º) Passe mais tempo com sua família! Seja mais participativo.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Conselho do Apóstolo: O casamento pode sobreviver à traição?


Todos os dias, Apóstolo Estevam Hernandes leva uma palavra esclarecedora aos ouvintes e telespectadores durante o programa “Renascer em Revista”, seu programa matinal na Rede Gospel de TV e de Rádio.

Confira, a seguir, os conselhos que ele deixou para o José Carlos:

Dúvida: Apóstolo, fui casado durante dez anos. Foi um relacionamento marcado por altos e baixos. Minha ex-esposa era uma pessoa muito fria! Eu sempre demonstrei mais carinho e afeto do que ela. Em um momento de extrema carência e insanidade, acabei cometendo uma traição. Este ato destruiu completamente minha vida e desencadeou no nosso divórcio. 

Mas, sinceramente, eu gostaria que reatássemos. Eu ainda a amo muito! Eu sinto que ela continua sendo a mulher da minha vida. O senhor acredita que, depois de tudo o que passamos, ainda há um caminho de reconciliação e de restauração? Como o senhor trataria essa situação?

Conselho: José Carlos, eu, com certeza, trataria esta situação debaixo de um acompanhamento pastoral.

Mas, com base neste breve relato, eu vou expor minha sincera opinião. O que eu sinto é você atribui um peso à sua ex-esposa, porque você sempre foi carinhoso e atencioso, mas nunca foi retribuído. Talvez, o ponto de vista que ela tenha sobre este relacionamento seja diferente do seu. Por isso, é importante que vocês conversem e ajustem este entendimento.

Infelizmente, você acabou indo para o caminho da traição. E nada, absolutamente nada justifica uma traição.

Quando minha esposa, Bispa Sonia, e eu aconselhamos casais é muito comum a busca por essa justificação. Mas não existe! Trair é uma escolha.

Eu acredito que existe, sim, um caminho para o seu caso, e ele passa pelo arrependimento e pelo perdão. Este é o preço da restauração e da reconciliação. Nós, em Jesus Cristo, recebemos o ministério da reconciliação.

2 Coríntios 5.18 a 20: “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.

De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus.”

Eu creio que realmente há uma restauração para o seu casamento. Se eu não cresce nisso, eu invalidaria o evangelho.

Eu acredito que esta restauração passa pelo reconhecimento do erro, pela necessidade do arrependimento, pelo reposicionamento e pela mudança de postura e de hábitos.

O reconhecimento dos erros é de suma importância, porque, pelo pecado, veio a separação. E o pecado colocou duas pessoas que se amam em posições opostas!

Como reverter esta situação? Com jejum, oração e o perdão. Desta forma, juntos, vocês encontrarão o melhor caminho para recomeçar a relação, mas, é claro, sem a sombra dos erros do passado.

Em todos estes anos, eu aprendi que o Espírito Santo é o melhor conselheiro! É Ele quem nos restaura, nos cura, nos orienta e nos renova! Estar debaixo de uma cobertura espiritual também é muito importante.

Nós temos, na Igreja Renascer em Cristo, o ministério Casais +QV, que tem mudado a história de muitos relacionamentos. Participar deste projeto é um bom começo para que você e sua ex-esposa encontrem um caminho de restauração, e, desta forma, vivam a bênção da família.


Clique aqui e confira o vídeo do conselho do Apóstolo. 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Conselho do Apóstolo: Não considero meu marido um bom pai

Todos os dias, Apóstolo Estevam Hernandes leva uma palavra esclarecedora aos ouvintes e telespectadores durante o programa “Renascer", seu programa matinal na Rede Gospel de TV e de Rádio



Confira, a seguir, os conselhos que ele deixou para a Regina: 

Dúvida: Meu esposo e eu estamos casados há três anos, e temos uma filha de um ano. Tenho um bom marido dentro de casa. Mas não o enxergo como um bom pai. Sempre que eu tento tocar no assunto, ele fica nervoso e diz que é coisa da minha cabeça. Apóstolo, como faço para meu marido se tornar o pai que minha filha precisa?

Conselho: Para líder com uma situação como essa, precisamos de muita sabedoria. Em Tiago 1.5, está escrito: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.”.

Obviamente, você está tendo uma percepção diferente em relação à criação da sua filha. Além de expor o seu ponto de vista, é muito importante mostrar exemplos concretos, mas sem cobrá-lo, mostrar que, nesta fase, a participação do pai é importante.

É necessário que você tenha consciência de que existem homens que, por conta da criação que tiveram, não se envolvem em determinadas questões domésticas ou em tarefas que envolvem a criação dos filhos. Talvez, este seja o caso do seu marido. Mas isso não quer dizer que ele não ama sua filha, que ele não quer protegê-la ou que ele não seja um bom pai.

Com muita sabedoria e sem tom de cobrança, você deve começar a estimulá-lo e incentivá-lo. De que maneira? Chamando-o para fazer as atividades junto com você. Assim, as barreiras que existirem serão quebradas – sejam as barreiras da rejeição ou, até mesmo, as barreiras da falta de conhecimento. Uma relação próxima e profunda vai ajudá-lo a expressar o amor que ele tem.

Não deixe que esta dificuldade que ele tem seja um fantasma na relação de vocês. Esta nas tuas mãos fazer com que esta situação se reverta. Com inteligência, sensibilidade, sabedoria, paciência e doação, vocês vão conseguir chegar a um denominador comum e ingressar, juntos, nesta incrível jornada, que é a criação dos filhos. E, desta forma, vocês viverão a bênção da família.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Somos a carta escrita por Cristo


Nesta segunda-feira (12) os milhares de jovens que estiveram na Fazenda Renascer, em Mairinque, interior de SP, para mais uma edição do Acampamento Renascer de Carnaval, receberam a palavra que tem revolucionado o evangelho no país.



Depois do louvor do Renascer Praise, o Apóstolo Estevam Hernandes trouxe uma ministração impactante, com base no texto de bíblico de Mateus 4.1 a 11, que diz: A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.

Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.

Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.”. Acompanhe, abaixo, a palavra:

Satanás fez uma grande proposta para Jesus Cristo. Ele tem muitas ofertas atraentes para nós, são ofertas que a carne deseja!

O que é mais impressionante nesta passagem bíblica é que Jesus não venceu Satanás em sua condição de Deus, mas em sua condição como ser humano. Jesus, como Deus, jamais seria tocado ou acessível. Mas Ele, como homem, estava sujeito a todas as tentações e dores que nós sentimos. Qual era o diferencial de Jesus? A presença do Espírito Santo na vida d’Ele!

Depois de 40 dias sem comer e caminhando pelo deserto, Ele recebeu aquela proposta tentadora. Humanamente falando, Jesus estava vulnerável, ou seja, era o momento ideal para as investidas e Satanás.

Satanás quer negociar conosco, quer nos enganar para nos destruir. De que maneira?


1- Ele proporciona condições para que estejamos preparados para receber uma proposta atraente

2 Coríntios 11.14: “E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz.”

Ele aproveita nossas necessidades para nos fazer “boas propostas”.

A questão é: Como vencê-lo? Rejeitando-o, resistindo-o e tendo uma voz de autoridade! E isso só é possível quando estamos cheios do Espírito Santo. Precisamos ser radicais e fugir da aparência do mal.

Tiago 4.7 e 8: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração.”


2- Nos nossos desertos, sempre aparecerá a voz do inferno te apresentando uma “boa alternativa”

Gênesis 19.30 a 38: “Subiu Ló de Zoar e habitou no monte, ele e suas duas filhas, porque receavam permanecer em Zoar; e habitou numa caverna, e com ele as duas filhas. Então, a primogênita disse à mais moça: Nosso pai está velho, e não há homem na terra que venha unir-se conosco, segundo o costume de toda terra. Vem, façamo-lo beber vinho, deitemo-nos com ele e conservemos a descendência de nosso pai.

Naquela noite, pois, deram a beber vinho a seu pai, e, entrando a primogênita, se deitou com ele, sem que ele o notasse, nem quando ela se deitou, nem quando se levantou. No dia seguinte, disse a primogênita à mais nova: Deitei-me, ontem, à noite, com o meu pai. Demos-lhe a beber vinho também esta noite; entra e deita-te com ele, para que preservemos a descendência de nosso pai.

De novo, pois, deram, aquela noite, a beber vinho a seu pai, e, entrando a mais nova, se deitou com ele, sem que ele o notasse, nem quando ela se deitou, nem quando se levantou. E assim as duas filhas de Ló conceberam do próprio pai. A primogênita deu à luz um filho e lhe chamou Moabe: é o pai dos moabitas, até ao dia de hoje. A mais nova também deu à luz um filho e lhe chamou Ben-Ami: é o pai dos filhos de Amom, até ao dia de hoje.”

A “boa alternativa” para Moabe e Amom conservarem sua descendência era ter relacionações sexuais com o próprio pai. Assim, nasceram dois povos marcados por uma maldição. Foi uma alternativa aparentemente excelente, mas terminou em uma terrível destruição.

O deserto não é lugar para buscarmos alternativas, mas para vencermos Satanás! Existe apenas um caminho, e esse caminho está em Cristo!

João 14.6: “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

A minha única opção é Jesus!

Sempre, no deserto, o diabo vai te oferecer propostas atraentes e compatíveis com os seus desejos carnais, assim como ofereceu Dalila a Sansão. Mas, no final, ela se tornou um grande laço de morte para ele.

O diabo já encomendou alguém para roubar tudo o que Deus te entregou.

Juízes 16.4: “Depois disto, aconteceu que se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, a qual se chamava Dalila.”

Você precisa ter consciência de que o teu “não” para o diabo é o teu “sim” para o futuro!

1 Pedro 1.15: “...pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento...”



A proposta de Deus também está diante de você, mas ela não vai alimentar a tua carne.

Todos nós gostamos de fazer bons negócios. Mas, muitas vezes, por não pensarmos no futuro, fazemos as piores escolhes! Não pense que a proposta que Deus tem para você será mais atraente!

Quando Paulo estava na casa de Ananias, qual palavra ele recebeu? “Você vai sofrer pelo nome de Cristo!”. Era um bom negócio? Não! Mas era o melhor acordo que alguém poderia firmar! Se não fosse pela entrega de Paulo, nós não estaríamos aqui hoje! Paulo foi aquele que trouxe o evangelho aos gentios.

Jesus desmascarou a proposta de Satanás! Ele revelou suas verdadeiras intenções.

João 10.10: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”

A proposta de Jesus para a nossa vida é maior do que qualquer atrativo deste mundo. O que Ele tem para nós nem olhos viram, nem ouvidos ouviram e não subiu ao coração ao nosso coração! A vontade d’Ele é boa, perfeita e agradável!

A proposta de Deus faz com que eu me mova em direção ao plano d’Ele. Determine-se a vivê-la, assim como Daniel!

Daniel 1.8: “Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.”

Aceitar o plano e a vontade d’Ele é se abrir para viver o melhor! Qual era a proposta que Deus tinha para Jesus? Morrer em uma cruz! Mas Jesus se abriu para viver a vontade do Pai. Mas, depois de passar pela cruz, houve a ressurreição. Depois da aparente proposta ruim, vem a revelação e glória da segunda casa!

A proposta de Deus é: ande na contramão do muno, busque ser cheio do Espírito Santo e seja luz! Ande na verdade!

João 8.44: “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.”

O Espírito Santo quer levantar uma geração de pessoas como Ezequias, que, em vez de reproduzir as abominações do pai, o rei Acaz, aceitou a proposta de Deus de estabelecer uma grande faxina e abrir as portas do templo! Ezequias assumiu a filiação espiritual de Davi e fez uma grande revolução!

2 Reis 18.3: “Fez ele o que era reto perante o SENHOR, segundo tudo o que fizera Davi, seu pai.”


A geração de Ezequias faz escolhas de um futuro planejado por Deus!

Lucas 12.20: “Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus.”

As suas escolhas vão determinar seu futuro! Escolha ser participante da obra do Senhor aqui na terra! Tudo o que é material é passageiro! Por isso, junte para o Senhor! Seja um servo de Deus em todo o seu proceder.

A geração de Ezequias tem as portas espirituais abertas, assim como as cinco virgens sábias tiveram!

Mateus 25.1 a 13: “Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram.

Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando. Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o.

E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora.”

Hoje é um dia decisivo! Existem duas propostas diante de você! Diga “não” para as trevas, porque você é propriedade exclusiva do Senhor.

2 Coríntios 3.2: “Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações.”


Nós somos a carta escrita por Jesus! O nosso contrato foi assinado e selado com o sangue de Cristo! Temos uma aliança eterna com Ele! Essa é o melhor acordo da história da sua vida!


Redação iGospel
Fotos: Abdiel Silva e Fellipe Pupo

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

É tempo de romper limites e avançar!


Josué 18.1 a 10: “Reuniu-se toda a congregação dos filhos de Israel em Siló, e ali armaram a tenda da congregação; e a terra estava sujeita diante deles. Dentre os filhos de Israel ficaram sete tribos que ainda não tinham repartido a sua herança. Disse Josué aos filhos de Israel: Até quando sereis remissos em passardes para possuir a terra que o SENHOR, Deus de vossos pais, vos deu? De cada tribo escolhei três homens, para que eu os envie, eles se disponham, e corram a terra, e façam dela um gráfico relativamente à herança das tribos, e se tornem a mim.

Dividirão a terra em sete partes: Judá ficará no seu território, ao sul, e a casa de José, no seu, ao norte. Em sete partes fareis o gráfico da terra e mo trareis a mim, para que eu aqui vos lance as sortes perante o SENHOR, nosso Deus. Porquanto os levitas não têm parte entre vós, pois o sacerdócio do SENHOR é a sua parte. Gade, e Rúben, e a meia tribo de Manassés já haviam recebido a sua herança dalém do Jordão, para o oriente, a qual lhes deu Moisés, servo do SENHOR.

Dispuseram-se, pois, aqueles homens e se foram, e Josué deu ordem aos que iam levantar o gráfico da terra, dizendo: Ide, correi a terra, levantai-lhe o gráfico e tornai a mim; aqui vos lançarei as sortes perante o SENHOR, em Siló. Foram, pois, os homens, passaram pela terra, levantaram dela o gráfico, cidade por cidade, em sete partes, num livro, e voltaram a Josué, ao arraial em Siló. Então, Josué lhes lançou as sortes em Siló, perante o SENHOR; e ali repartiu Josué a terra, segundo as suas divisões, aos filhos de Israel.”

Josué, ao ver o povo de Israel trabalhando e ocupando espaços na Terra Prometida, percebeu que havia determinadas tribos acomodadas e desinteressadas.

Ele, então, os exorta e os encoraja! Naquele contexto, Calebe se tornou um grande exemplo de conquista, porque, mesmo com a idade avançada, manteve-se motivado, porque Ele sabia que Deus tinha muito mais!

Assim como Calebe, nós precisamos:

1- Demarcar graficamente a área que desejamos ocupar e estaqueá-la

Josué 18.8: “Dispuseram-se, pois, aqueles homens e se foram, e Josué deu ordem aos que iam levantar o gráfico da terra, dizendo: Ide, correi a terra, levantai-lhe o gráfico e tornai a mim; aqui vos lançarei as sortes perante o SENHOR, em Siló.”

Efésios 3.20: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós...”

Precisamos transpor a barreira da acomodação!

2- Lutar contra as limitações interiores!  

Números 13.33: “Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos.”

Precisamos quebrar a aliança com o fracasso!

Sofonias 3.15: “O SENHOR afastou as sentenças que eram contra ti e lançou fora o teu inimigo. O Rei de Israel, o SENHOR, está no meio de ti; tu já não verás mal algum.”

Não podemos ter medo de ser alguém, porque o Senhor nos capacita!

Provérbios 23.7: “Porque, como imagina em sua alma, assim ele é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo.”

3- Despertar o espírito de conquista e avançar!  

Números 13.20: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela.”

Precisamos ter o desejo de evoluir, sair definitivamente do deserto e deixar de ter uma mente escrava!

2 Coríntios 9.11: “... enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus.”

Todo o processo de conquista começa no mundo espiritual. Assim, colocamo-nos debaixo dos propósitos e das promessas superiores do Senhor.

Hebreus 12.24: “... e a Jesus, o Mediador da nova aliança, e ao sangue da aspersão que fala coisas superiores ao que fala o próprio Abel.”


O tempo é agora! Avance e conquiste, porque Deus tem muito mais!

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Quem anda no espírito supera limites!


1 Coríntios 2.6 a 11: Entretanto, expomos sabedoria entre os experimentados; não, porém, a sabedoria deste século, nem a dos poderosos desta época, que se reduzem a nada; mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, outrora oculta, a qual Deus preordenou desde a eternidade para a nossa glória; sabedoria essa que nenhum dos poderosos deste século conheceu; porque, se a tivessem conhecido, jamais teriam crucificado o Senhor da glória; mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.

Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.”

Nós estamos debaixo de um domínio. João já nos havia alertado, dizendo que o mundo jaz no maligno.

Paulo afirma que há uma sabedoria humana e uma sabedoria espiritual. Qual é a diferença entre elas?

A sabedoria humana nos leva a tirar vantagens de pessoas e de situações. Infelizmente, a crueldade, a perversidade e a ganância imperam! Para o mundo, a felicidade está condicionada a um status ou a uma conta bancária.

Assim como a Bíblia nos alerta, os valores materiais são efêmeros. Por isso que Paulo nos ensina que tudo o que podemos ver é passageiro, mas aquilo que não podemos ver é eterno.

Ter sabedoria espiritual é dar valor ao que vem do alto! É viver debaixo da presença de Deus e caminhar segundo os Seus princípios. É ter a alegria da salvação!

Ao longo da nossa jornada, nossa mente acaba sendo um campo de batalha, pois Satanás faz de tudo para nos influenciar a praticar o mal, para nos enlouquecer e para que percamos o controle.

Gálatas 5.17: “Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.”

Gálatas 5.19 a 22: “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.”

Por isso que nós precisamos ter consciência de que a nossa guerra não ocorre somente no campo carnal, mas nas regiões celestiais. Precisamos ter os nossos olhos espiritualmente aberto.

Filipenses 3.8: “Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo”

Paulo era um homem intelectual, mas ele considerava todo aquele conhecimento adquirido como algo dispensável. Para ele, o que importava era o conhecimento adquirido em Jesus, pois isso o mantinha mentalmente e emocionalmente protegido.

Paulo entendeu que a melhor escolha é caminhar no espírito!  

Gálatas 5.22 e 23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.”

2 Coríntios 10.4 e 5: “...Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo...”

Quem anda no espírito:

1- Tem a mente liberta de todas as contaminações e acusações do passado

Salmo 103.12: “Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.”

2 Coríntios 5.17: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”  

Apenas a sua mente está ligada ao passado. Mas o seu espírito está conectado com o que Deus está realizando hoje e realizará amanhã!

Liberte-se de tudo o que te aprisiona ao passado, por que Deus faz nova todas as coisas.

2- Tem equilíbrio emocional!

2 Coríntios 4.7 a 9: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo.”

Quem anda no espírito tem domínio próprio e não tomas atitudes precipitadas.

3- Tem autoridade contra as obras do inferno!

4- Tem a mente e o sentimento de Cristo

Filipenses 2.5: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.”


1 Coríntios 2.16: “Nós, porém, temos a mente de Cristo!” 

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

É tempo de reconciliação


2 Crônicas 30.1 a 15: “Depois disto, Ezequias enviou mensageiros por todo o Israel e Judá; escreveu também cartas a Efraim e a Manassés para que viessem à Casa do SENHOR, em Jerusalém, para celebrarem a Páscoa ao SENHOR, Deus de Israel. Porque o rei tivera conselho com os seus príncipes e com toda a congregação em Jerusalém, para celebrarem a Páscoa no segundo mês (Porquanto não a puderam celebrar no devido tempo, porque não se tinham santificado sacerdotes em número suficiente, e o povo não se ajuntara ainda em Jerusalém.).

Foi isto aprovado pelo rei e toda a congregação; e resolveram que se fizesse pregão por todo o Israel, desde Berseba até Dã, para que viessem a celebrar a Páscoa ao SENHOR, Deus de Israel, em Jerusalém; porque não a celebravam já com grande número de assistentes, como prescrito. Partiram os correios com as cartas do rei e dos seus príncipes, por todo o Israel e Judá, segundo o mandado do rei, dizendo: Filhos de Israel, voltai-vos ao SENHOR, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, para que ele se volte para o restante que escapou do poder dos reis da Assíria.

Não sejais como vossos pais e como vossos irmãos, que prevaricaram contra o SENHOR, Deus de seus pais, pelo que os entregou à desolação, como estais vendo. Não endureçais, agora, a vossa cerviz, como vossos pais; confiai-vos ao SENHOR, e vinde ao seu santuário que ele santificou para sempre, e servi ao SENHOR, vosso Deus, para que o ardor da sua ira se desvie de vós. Porque, se vós vos converterdes ao SENHOR, vossos irmãos e vossos filhos acharão misericórdia perante os que os levaram cativos e tornarão a esta terra; porque o SENHOR, vosso Deus, é misericordioso e compassivo e não desviará de vós o rosto, se vos converterdes a ele.

Os correios foram passando de cidade em cidade, pela terra de Efraim e Manassés até Zebulom; porém riram-se e zombaram deles. Todavia, alguns de Aser, de Manassés e de Zebulom se humilharam e foram a Jerusalém. Também em Judá se fez sentir a mão de Deus, dando-lhes um só coração, para cumprirem o mandado do rei e dos príncipes, segundo a palavra do SENHOR.

Ajuntou-se em Jerusalém muito povo, para celebrar a Festa dos Pães Asmos, no segundo mês, mui grande congregação. Dispuseram-se e tiraram os altares que havia em Jerusalém; também tiraram todos os altares do incenso e os lançaram no vale de Cedrom. Então, imolaram o cordeiro da Páscoa no décimo quarto dia do segundo mês; os sacerdotes e os levitas se envergonharam, e se santificaram, e trouxeram holocaustos à Casa do SENHOR.”

Depois de um período de total abandono da Casa do Senhor, o povo de Israel precisava voltar e se reconciliar com Ele, ou seja, restabelecer sua conexão com Ele. O estado deles era deplorável. A miséria espiritual havia se estendido para todas as áreas.

Ezequias, então, determina que, no segundo mês, eles fossem a Jerusalém para celebrar a Páscoa, para voltar a oferecer ofertas e estabelecer este tempo de reconciliação com o Senhor e, consequentemente, com os Seus planos.

Hoje é dia de reconciliação na presença do Senhor, nosso Deus, exatamente como aconteceu há dois mil anos. E essa reconciliação nos levará para um novo tempo!

Hoje, eu gostaria de destacar três pontos importantes:

1º Precisamos nos reconciliar com quem somos espiritualmente

Não importam as lutas, você é filho de Deus, e Ele te ama!

Apocalipse 2.5: “Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.”

O povo havia perdido a perspectiva de quem era. Eles haviam perdido sua identidade espiritual. Em vez de serem o povo de Deus, eles se contentaram em viver de maneira deplorável.

2- Precisamos nos reconciliar com a vontade de Deus

Romanos 12.2: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Para vivermos a vontade de Deus, muitas vezes, precisamos abrir mão da nossa! Mas a boa notícia é que os caminhos d’Ele são mais altos. Ele tem uma obra restauradora e transformadora pra realizar na sua vida!

Estar reconciliado com a vontade de Deus é receber a paz que excede todo o entendimento!

Para o mundo, pode ser uma loucura, mas a vontade d’Ele é boa, perfeita e agradável. O plano que Deus tinha para Jesus não era uma morte na cruz, mas a ressurreição e a nossa salvação.

3- Receber o ministério da reconciliação

2 Coríntios 5.17 e 18: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação.”


Só existe reconciliação quando há uma iniciativa. Precisamos nos achegar a Deus, assim Ele se achegará a nós! O pecado nos separou, mas o sangue de Jesus nos uniu. É tempo de reconciliação!

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

As portas estão abertas para um novo tempo!


2 Crônicas 29.3 a 11: “No primeiro ano do seu reinado, no primeiro mês, abriu as portas da Casa do SENHOR e as reparou. Trouxe os sacerdotes e os levitas, ajuntou-os na praça oriental e lhes disse: Ouvi-me, ó levitas! Santificai-vos, agora, e santificai a Casa do SENHOR, Deus de vossos pais; tirai do santuário a imundícia.

Porque nossos pais prevaricaram e fizeram o que era mau perante o SENHOR, nosso Deus, e o deixaram; desviaram o seu rosto do tabernáculo do SENHOR e lhe voltaram as costas. Também fecharam as portas do pórtico, apagaram as lâmpadas, não queimaram incenso, nem ofereceram holocaustos nos santuários ao Deus de Israel. Pelo que veio grande ira do SENHOR sobre Judá e Jerusalém, e os entregou ao terror, ao espanto e aos assobios, como vós o estais vendo com os próprios olhos.

Porque eis que nossos pais caíram à espada, e, por isso, nossos filhos, nossas filhas e nossas mulheres estiveram em cativeiro. Agora, estou resolvido a fazer aliança com o SENHOR, Deus de Israel, para que se desvie de nós o ardor da sua ira. Filhos meus, não sejais negligentes, pois o SENHOR vos escolheu para estardes diante dele para o servirdes, para serdes seus ministros e queimardes incenso.”

No tempo de Ezequias, o inimigo usou homens para fechar as portas, mas Deus usou um homem para voltar a abri-las.

Nós, muitas vezes, oramos, jejuamos, mas não temos uma relação verdadeira com o Senhor. Este relacionamento superficial é sinal de que as portas estão fechadas para ação do Espírito Santo.

O inimigo sabe que a melhor maneira de interromper os planos que Deus tem para as nossas vidas é fechando as portas.

O que faz com que as portas continuem fechadas?

1- Quando não somos cheios do Espírito Santo

Mateus 25.1 a 13: “Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas.

E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram. Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando.

Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o. E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora.”

Estamos diminuindo nosso tempo de relação com o Espírito Santo, nosso tempo de pregar o Evangelho.

Jesus está voltando e as vasilhas estão vazias, como na parábola das 10 virgens. As cinco virgens negligentes não tinham as vidas cheias do Espírito Santo. Elas foram pegas de surpresa e as portas se fecharam para elas.

2- Quando nosso coração se inflama pela arrogância e pela soberba, como Sebna

Isaías 22.16 a 22: “Que é que tens aqui? Ou a quem tens tu aqui, para que abrisses aqui uma sepultura, lavrando em lugar alto a tua sepultura, cinzelando na rocha a tua própria morada?  Eis que como homem forte o SENHOR te arrojará violentamente; agarrar-te-á com firmeza, enrolar-te-á num invólucro e te fará rolar como uma bola para terra espaçosa; ali morrerás, e ali acabarão os carros da tua glória, ó tu, vergonha da casa do teu senhor.

Eu te lançarei fora do teu posto, e serás derribado da tua posição. Naquele dia, chamarei a meu servo Eliaquim, filho de Hilquias, vesti-lo-ei da tua túnica, cingi-lo-ei com a tua faixa e lhe entregarei nas mãos o teu poder, e ele será como pai para os moradores de Jerusalém e para a casa de Judá. Porei sobre o seu ombro a chave da casa de Davi; ele abrirá, e ninguém fechará, fechará, e ninguém abrirá.”

Sebna tinha as portas abertas e as chaves da cidade, mas a soberba, o ataque de Satanás no coração o roubou e as portas se fecharam. Sebna recebeu as chaves de Davi!

 O que você recebeu é grande! Não pegue aquilo que Deus te deu e jogue fora! Deus te deu um chamado, não troque seu chamado por picuinhas.  As coisas visíveis passam! Temos que ter um coração simples, todos os que se humilham serão exaltados.

Você tem poder e autoridade em nome de Jesus! Quando você exerce seu chamado com integridade, as portas se abrem.

3- Quando cometemos inequidades e estamos distantes da presença do Senhor

Apocalipse 22.14 e 15: “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.”

Ezequias abriu as portas do templo numa direção profética e espiritual porque abrir as portas significa o reinado do Messias

Apocalipse 5.7: “Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono...”

Nos fomos chamados para a verdade! Cuidado com os enganos de Satanás. Nós somos servos de Deus, mas, muitas vezes, estamos amarrados a coisas que nos fecham as portas.

As portas estão abertas para quem vive em santidade. E as portas que Ele abre ninguém fecha. Ezequias estava abrindo as portas e celebrando a Páscoa. Nós fomos chamados para ter as portas abertas!

E o que são essas portas abertas?

1- Um grande e poderoso avivamento

Apocalipse 3.8: “Conheço as tuas obras – eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar – que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.”

Jesus está batendo a porta! Ressurreição é dar vida ao que está morto e avivamento é dar vida ao que está adormecido.

Você tem grandes capacitações do Espírito Santo que estão adormecidas na sua vida! Este é o avivamento que Jesus quer trazer para sua Igreja. Jesus disse: estou à porta e bato porque se abrimos nosso coração teremos a presença curadora de Cristo.

Você não vai mais ficar esperando o milagre, mas vai profetizar o cumprimento deste milagre. Nossa religiosidade nos faz esperar um milagre, mas não nos ensina a nos abrir para o Senhor. Este é o tempo de nos abrirmos sem reservas para conhecer os mistérios de Deus.

2- Portas que o diabo fecha mas que estão abertas por Cristo

Ezequiel 44.1 a 3: “Então, o homem me fez voltar para o caminho da porta exterior do santuário, que olha para o oriente, a qual estava fechada. Disse-me o SENHOR: Esta porta permanecerá fechada, não se abrirá; ninguém entrará por ela, porque o SENHOR, Deus de Israel, entrou por ela; por isso, permanecerá fechada. Quanto ao príncipe, ele se assentará ali por ser príncipe, para comer o pão diante do SENHOR; pelo vestíbulo da porta entrará e por aí mesmo sairá.”

Mateus 2.8 a 10: “E, enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide informar-vos cuidadosamente a respeito do menino; e, quando o tiverdes encontrado, avisai-me, para eu também ir adorá-lo. Depois de ouvirem o rei, partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente os precedia, até que, chegando, parou sobre onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo.”

A porta dourada ou oriental estava reservada para o Messias, o Senhor Jesus entrou por essas portas que davam direto ao templo. O mundo está com as portas fechadas aguardando um Messias, mas a Igreja tem as portas abertas pelo Messias.

Muitas pessoas não sabem por que vivem com dificuldades em suas vidas espirituais e, consequentemente, em todas as áreas. O diabo as leva a desconsiderar que somos os que temem a Cristo e que nossas atitudes e comportamentos devem ser idênticos aos que têm conhecimento do mundo espiritual.

 Temos que estar abertos para as maravilhas do mundo espiritual e tomar posse da autoridade de Cristo que está liberada para a Igreja

Romanos 11.33: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!”

Este é o tempo das portas abertas e todas as obras do inferno estão debaixo dos nossos pés!

Salmos 118.20: “Esta é a porta do SENHOR; por ela entrarão os justos.”

3- Jesus é a porta espiritual que está aberta para nossas vidas

João 10.9: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.”

A Igreja tem a chave que abre portas. Chega de viver manipulado, de viver uma subvida espiritual, de carregar cruz nas costas! É tempo de Deus e de avivamento! Ezequias abriu as portas do templo triunfalmente em Jerusalém e inaugurou um novo tempo. Jesus abriu todas as portas para que tenhamos acesso às bênçãos espirituais.


Vamos tomar posse e entrar por meio de Cristo nas portas e portais espirituais! Porque Deus está abrindo grandes portas diante de nós!

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Reconciliados em Cristo!


2 Coríntios 5.18 a 21: “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.

De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus. Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.”

Nós somos fruto de uma ruptura. Espiritualmente, houve uma ruptura quando o pecado entrou na vida do homem.

O profeta Isaías fala que o pecado causa separação entre nós e Deus.

Essa ruptura seria definitiva se não houvesse o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário. O sacrifício de Cristo nos reconciliou. Só que nós, muitas vezes, não temos plena consciência disso. Muitas pessoas, infelizmente, não entendem o que é salvação e o que é reconciliação.

A salvação é alcançada pela graça, conforme está escrito em Efésios 2.8: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.”. Já a reconciliação deve ser conquistada por nós.

Na passagem que lemos no início estudo, Paulo aborda algumas questões importantes. Vou enumerá-las:

Em primeiro lugar, a reconciliação é um ministério.

Nós precisamos exercitar este ministério. Como? Tendo consciência de que precisamos nos reconciliar com nossa identidade espiritual. Você precisa se reconciliar com o ser que Deus criou.

Esta reconciliação passa por um estado de consciência pessoal. Você não é uma pessoa deformada, destruída, acabada e falida. Você é a pessoa que Deus desejou, planejou e amou!

Reconcilie-se com essa verdade. Desta forma, você deixará de ser problemático, confuso, depressivo e complexado. Desta forma, você será uma pessoa bem resolvida.

Em segundo lugar, Paulo fala que somos reconciliados em Cristo.

Quando o pecado entrou, o homem perdeu a condição de acesso livre a Deus. Mas, em Cristo, este acesso foi retomado, e nós passamos a viver Efésios 1.3: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo.”.

O que nos afasta desta condição sãos os conflitos interiores, ou seja, quando não achamos que somos dignos de viver as bênçãos espirituais. Quando deixamos este sentimento entrar, automaticamente, ficamos desconectados com o que está escrito nas Escrituras.

Em terceiro lugar, que precisamos nos reconciliar com o nosso chamado.

Em João 15.16, Jesus disse: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.”.

Se você ignora o teu chamado, então, você está rompido com ele. Isso te torna uma pessoa estéril.

Você precisa se reconciliar com o seu chamado, porque a tua felicidade, o teu bem estar e a tua paz estão condicionados a você cumprir o que Deus determinou.

Não aceite ter uma vida sem propósitos. O Senhor tem um espaço para você na obra d’Ele. Ele tem uma missão para você.


O Senhor quer te reconciliar também com a paz, com a alegria e com a vontade d’Ele. Assim, consequentemente, você se reconciliará com as pessoas que estão ao seu redor.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Quando nos sentimos isolados e abandonados...


Sofonias 3.18 a 20: “Os que estão entristecidos por se acharem afastados das festas solenes, eu os congregarei, estes que são de ti e sobre os quais pesam opróbrios.

Eis que, naquele tempo, procederei contra todos os que te afligem; salvarei os que coxeiam, e recolherei os que foram expulsos, e farei deles um louvor e um nome em toda a terra em que sofrerem ignomínia.

Naquele tempo, eu vos farei voltar e vos recolherei; certamente, farei de vós um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando eu vos mudar a sorte diante dos vossos olhos, diz o SENHOR.”

Nesta passagem, o Senhor trata de três palavras sérias, que eu gostaria de compartilhar hoje com vocês:

1- Opróbrio (vergonha continua)


Se você está em uma situação de vergonha, de tristeza... se você foi afastado das festas solenes, o Senhor vai cessar este tempo na sua vida.

Talvez, você esteja afastado das festas, porque não tem mais perspectivas e seu coração está desesperado. Anime-se no Senhor, porque Ele tem um caminho. Ele vai te trazer de volta.
Se você está recluso e longe de quem você ama, o Senhor vai restaurar a sua alegria.

Neemias 8.10 “... A alegria do Senhor é a nossa força.”

2ª Ignominia (maldição, humilhação, degradação...)

Se você foi humilhado, tirado de uma posição (familiar, ministerial, profissional...) e está em uma situação, aos olhos humanos, irreversível, o Senhor tem para você a restituição.

Zacarias 9.12 “Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também, hoje, vos anuncio que tudo vos restituirei em dobro.”

3ª Mudança se sorte

O Senhor tem um tempo de transformação para a tua vida! Ele vai liberar os caminhos e te conduzir em triunfo. Ele vai mudar a sua sorte diante dos seus olhos, ainda que pareça impossível.

Esta palavra é profética. Foi colocada por Deus na boca de um homem, para se transformar em promessas.

Entre todos da terra, o Senhor te fará um nome e um louvor!

É tempo de restauração de forças, alegria e motivações.

Creia nesta Palavra. Não deixe que ela volte vazia. Hoje, o Senhor te fala: “Eu não te abandonei. Eu quero fazer uma obra em sua vida!”.

Se você foi roubado e afastado dos caminhos do Senhor por causa de enfermidade, fofoca, drogas, esfriamento espiritual..., tome a melhor decisão da sua vida: volte!

O seu lugar não é esse ambiente de dor; é assentado com Cristo, acima de potestades, principados e dominadores.