terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Para refletir!


2 Timóteo 2.1 a 13: “Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus. E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros. Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.

Igualmente, o atleta não é coroado se não lutar segundo as normas. O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a participar dos frutos. Pondera o que acabo de dizer, porque o Senhor te dará compreensão em todas as coisas. Lembra-te de Jesus Cristo, ressuscitado de entre os mortos, descendente de Davi, segundo o meu evangelho; pelo qual estou sofrendo até algemas, como malfeitor; contudo, a palavra de Deus não está algemada. 

Por esta razão, tudo suporto por causa dos eleitos, para que também eles obtenham a salvação que está em Cristo Jesus, com eterna glória. Fiel é esta palavra: Se já morremos com ele, também viveremos com ele; se perseveramos, também com ele reinaremos; se o negamos, ele, por sua vez, nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo.”

Deste texto, surgiu um dos adesivos mais famosos do Brasil que, há muitos anos, eu mandei confeccionar, com a frase: “Deus é fiel”. 

Nesta Passagem, Paulo fala sobre princípios espirituais profundos. 

Nós fomos chamados para agradar ao Senhor. 

Em Salmos 37.4, está escrito: “Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará o desejo do seu coração.”

Será que sua vida tem agradado ao Senhor? Os seus comportamentos, os seus sentimentos e as suas palavras têm agradado a Deus? Ou será que você está com a vida completamente enrolada? 

Paulo fala que nenhum soldado em serviço deve se envolver em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou. Jesus Cristo nos arregimentou. 

Precisamos tomar cuidado para que o espírito de confusão não nos tire do plano que o Senhor tem para nossas vidas. 

Lamentavelmente, muitas pessoas são roubadas. Perdem tempo murmurando, lamentando-se e com conversas que não edificam. 

A recomendação de Paulo, em primeiro lugar, é: “Libere sua vida! Permita-se ser conduzido para o centro da vontade de Deus!”

Em segundo lugar, ele fala para não agirmos como mortos-vivos e para lembrarmos de Jesus Cristo, porque Ele ressuscitou. 

João 10.10: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”

Será que você tem conseguido passar pelo dia mau com essa certeza? Se você não tem conseguido nem manter o bom humor, acho, sinceramente, muito difícil você conseguir manter a fé.

Lucas 18.8: “Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?”

Faça uma aliança com a vida. Seja determinado e convicto! Se você receber alguma tarefa, faça-a da melhor maneira possível. 

Nós não podemos andar como mortos-vivos, porque servimos ao Cristo ressurreto! 

Em terceiro lugar, Paulo aconselha: “Persevere!”

Se perseverarmos, com Cristo, também reinaremos! Persevere em todas as situações, ou seja, no dia bom e no dia mau! 

Seja perseverante em suas convicções. Paulo fala que, se nós negarmos a Cristo, Ele também nos negará! Isso é muito sério. Você pode falar aos quatro ventos que ama Jesus, mas pode estar negando-o com suas atitudes. 

Está na hora de fazer uma autoavaliação, está na hora de você rever seus conceitos e mudar de atitudes. Seja fiel! 

Salmo 101.6: “Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que habitem comigo; o que anda em reto caminho, esse me servirá.”

A sua infidelidade não muda o Senhor, mas pode te colocar em um caminho de morte e destruição. As consequências podem ser desastrosas. 

Caminhe em retidão sabendo que aquele que começou a boa obra em sua vida é fiel e justo para completá-la.  Os homens podem mudar, as circunstâncias podem mudar, mas Deus continua o mesmo!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Como fazer a diferença no trabalho?


Mateus 6.22 e 23: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!”


Ao ler este texto tão conhecido entre os cristãos, podemos chegar à conclusão de que, dentro de nós, pode haver um ambiente de luz ou um ambiente de trevas. E que esses ambientes se manifestam por meio de nossas palavras, reações e ações.
  
Jesus Cristo nos mostra que, independente das circunstâncias, nós podemos, sim, fazer a diferença.

Na Bíblia, existem diversos exemplos de homens que se destacaram por carregar essa luz dentro de si. Todos eles possuíam uma capacidade realizadora fora do comum.

Acompanhe, a seguir, alguns deles:

1- Estêvão

Atos 6.9 a 11: “Levantaram-se, porém, alguns dos que eram da sinagoga chamada dos Libertos, dos cireneus, dos alexandrinos e dos da Cilícia e Ásia, e discutiam com Estêvão; e não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito, pelo qual ele falava. Então, subornaram homens que dissessem: Temos ouvido este homem proferir blasfêmias contra Moisés e contra Deus.”

Era um homem sábio que chamava a atenção por seus argumentos fortes, contundentes e indiscutíveis. Dentro dele, como a Palavra nos mostra, havia um espírito que o diferenciava. Aquela luz interior ofuscava os outros mestres, ou seja, ela o colocou em um patamar superior.

Diante de tantos desafios que nós enfrentamos no nosso ambiente de trabalho, precisamos buscar essa sabedoria e esta disposição interior para que não sejamos sucumbidos pelas pressões e metas diárias.

No mundo, hoje, existem mais de sete bilhões de pessoas – todas diferentes. O que isso significa? Que você não nasceu para ser mais um! Deus tem um propósito para a sua existência.

Quantas vezes, diante de uma notícia ruim, nós não afirmamos: “Preciso de uma luz!”. Mas precisamos ter consciência de que essa luz já está dentro de nós!


2- Jesus

Era um homem brilhante, mas, como as Escrituras nos mostram, não chamava atenção por Sua aparência, mas por Suas obras, por Sua sabedoria, por Seus ensinamentos...

O Seu diferencial não estava no seu exterior, mas no seu interior!

Atualmente, nós vemos pessoas investindo mais em sua aparência do que em seu conhecimento, ou em seus relacionamentos e ou em sua saúde emocional.

Não adianta ter uma aparência impecável, se, dentro de nós, só há sentimentos destrutivos.

Quando somos iluminados internamente, o nosso exterior reflete esta luz. Isso é uma lei espiritual: o nosso exterior reflete o nosso interior.

Qual é o objetivo do nosso maior adversário? Apagar a nossa luz e nos tornar pessoas amargas, odiosas, tristes, desmotivadas e improdutivas.

Uma das estratégias que ele adota é a inveja! Quem é tomado pela inveja acusa, desmerece, inibe, intimida e coloca em suas vítimas uma “capa de incompetência”. Quem se deixa abater pelos comportamentos dos invejosos acaba ficando limitado em suas ações.

Suas reações precisam mudar! Levante-se contra a ação que veio para te destruir. Em vez de se acovardar, expanda seu campo de ação! Faça o dobro! Acenda todo o potencial de luz que há dentro de você! Só está em evidência quem tem luz.


E como refletir esta luz interior?

1- Sendo decisivo!

Daniel 5.11: “Há no teu reino um homem que tem o espírito dos deuses santos; nos dias de teu pai, se achou nele luz, e inteligência, e sabedoria como a sabedoria dos deuses...”


Daniel era um homem bem resolvido! Apesar de ter chegado à Babilônia como um escravo, ele não se enxergava assim.

Em vez de se entregar aos costumes daquela terra, tornou-se um grande diferencial. Desenvolveu-se humanamente e espiritualmente e, desta forma, tornou-se um grande estadista! Passou por quatro reinados e, em todos eles, destacou-se por sua luz interior, inteligência e sabedoria.

As nossas origens não determinam o nosso futuro, mas nossas escolhas e o nosso preparo, sim!

Daniel era luz naquele ambiente de trevas. Pela sua capacidade de interpretar sonhos, foi peça-chave para a tomada de grandes decisões.

Em vez de ser só mais um funcionário, busque ser um fator decisivo! Deseje isso, decida ser isso e prepare-se para isso! Saia da caverna da insegurança, da frustração e da intimidação. Esteja disponível e seja participativo!

Encare tudo com maturidade, inclusive as críticas, porque elas fazem parte do nosso desenvolvimento.

2- Antes de entrar na guerra, busque revelações e enxergue-se como um vencedor!

Provérbios 23.7: “Como o homem imagina em sua alma, assim ele é”

Quando passamos por lutas, a tendência é nos isolarmos!

Lembre-se de que o mal só atrai o mal. Já percebeu que quem é depressivo só atrai pessoas negativas?

Jó 3.25: “Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu.”


Em vez de alimentar seus medos, alimente sua fé. Mude o seu ambiente interior! Enxergue esta batalha como uma oportunidade de avanço, não de retrocesso.

2 Reis 6.12: “Respondeu um dos seus servos: Ninguém, ó rei, meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que falas na tua câmara de dormir.”

Israel estava em guerra contra os assírios. Era um exército extremamente estratégico e equipado. Mas Deus revelava a Eliseu todas as ações que eles estavam prestes a tomar! Desta forma, Israel sempre estava um passo a frente! O rei assírio ficou tão transtornado, que achou que havia um traidor entre eles.

O segredo de Eliseu foi o desenvolvimento de sua luz interior, ou seja, do seu discernimento.

Dizem que, contra fatos, não há argumentos, mas lembre-se de que existem muitos fatos que são manipulados. Por isso, ter discernimento é essencial para que, diante de momentos de extrema pressão, tenhamos as reações que nos levarão à vitória.

Marcos 4.22: “Pois nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia.”

3- Em vez de ser uma lâmpada, seja um farol


Busque ser uma pessoa estratégica, uma peça-chave! Deus te criou para você brilhar!

Se você é um péssimo cristão, um péssimo marido, um péssimo pai de família, um péssimo amigo, um péssimo profissional, o que será da sua vida? Nada! Então, em tudo, busque ser o melhor!

Mateus 5.13 a 16: “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

Chegou a hora de você assumir sua posição! Acione todas as suas turbinas de energia! Faça tudo com amor, dedicação, garra e disciplina, para você se tornar brilhante!

Serviço:
Prosperity Coaching
Data: às segundas-feiras
Horário: 20 horas
Local: Todas as Igrejas Renascer em Cristo
Endereço da sede internacional: Rua Dr. Almeida Lima, 1.290 – Mooca

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

O poder destruidor das palavras!


1 Coríntios 10.1 a 13: “Pois não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar; e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés, e todos comeram do mesmo alimento espiritual; e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo. Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto. Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. 

Não vos torneis, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. Nem nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num só dia vinte e três mil. E não tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos. Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia. 

Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.”

Nesta passagem, o apóstolo Paulo nos deixa um alerta sobre o quanto, a exemplo do povo de Israel que pereceu no deserto, nós somos roubados por causa das palavras que saem da nossa boca.

Quando nós temos um coração ingrato, só professamos palavras pesadas. Quando nós estamos com o coração machucado, a tendência é machucarmos os outros com nossas palavras e atitudes.

Provérbios 18.21: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”

Tiago 3.10 e 11: “De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?”

Preste atenção no seu comportamento. Você tem errado, porque está falando o que não devia. Você tem pecado pela precipitação; e isso traz consequências.

Tiago 3.6: “Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno.”

Guarde o teu coração e tenha um coração grato!

1 Tessalonicenses 5:18 “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

Aquele povo tinha tantos motivos para agradecer ao Senhor. Deus os livrou da escravidão do Egito e os supriu em todas as suas necessidades no deserto.

Sobre eles, havia a nuvem e a coluna de fogo. Eles bebiam de uma pedra espiritual. Aquela pedra era Jesus Cristo que os guiava.  

Através da murmuração, eles acabaram desprezando todos os valores espirituais, porque estavam só preocupados com comida. Isso é o que tem acontecido atualmente. As pessoas estão mais preocupadas com as questões materiais do que em servir ao Deus da provisão.

Aquele povo não entendia que o deserto era apenas uma preparação para coisas maiores.

Desnecessariamente, eles viveram uma situação absurda, por causa do desconhecimento do Deus Todo-Poderoso.

Oseias 6.3: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.”

Naquele dia, 23 mil homens morreram no deserto, picados por uma serpente. Em vez de uma passagem, eles fizeram do deserto o seu funeral.

Não aja como aqueles homens. Não murmure! Guarde o seu coração. O que você está passando é temporário.

Deus é fiel e não vai permitir que você seja destruído. Antes mesmo de você passar por isso, Ele já havia preparado um grande um escape.

O deserto só é um lugar de morte para aqueles que murmuram e desprezam valores espirituais, ou seja, só depende de você se o deserto será uma passagem, um adestramento de Deus, a porta de entrada para uma nova vida, ou o fim da linha.

Fique firme, persevere! Você vai vencer esta guerra de maneira sobrenatural!

O inimigo quer te matar e acabar com a obra de Deus na tua vida, quer te abater, te deixar sem saída, quer te escravizar. O inimigo quer te afastar do Senhor te iludindo!

Querido, ainda há tempo de você sair deste deserto de dor, das drogas, da balada, das amizades erradas, da prostituição, do ódio...

Entregue-se hoje mesmo ao amor Deus e faça dele a sua morada e a sua proteção!

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Fidelidade, o caminho dos vencedores



2 Timóteo 2.13: “Se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo.”

Ao estudarmos a história de Rute, observamos que a fidelidade dela foi um elo de Deus para que se cumprisse um plano maior d’Ele na terra, pois ela teve um filho que entrou na genealogia de Cristo.

Existem sentimentos humanos e sentimentos espirituais. A fidelidade é um sentimento espiritual.

Deus criou o homem fiel, mas Satanás colocou nele o mesmo sentimento que havia colocado nos anjos: o sentimento de infidelidade. E foi justamente isso que o homem fez: cometeu uma infidelidade com Deus e houve a queda.

Rute era uma estrangeira, uma moabita, que se casou com um judeu. Ela e Orfa passaram pela terrível experiência de perder seus maridos, o que as deixou em uma situação muito difícil. Após a morte dos homens, Noemi decidiu voltar para Israel, mas sabia que suas noras teriam uma chance melhor de refazer suas vidas se permanecessem em Moabe. Por isso, ela as liberou de qualquer compromisso com sua família para seguirem seus próprios caminhos.

As duas mulheres eram boas, mas Rute tinha um diferencial: era extremamente fiel. Orfa decidiu ficar em Moabe, mas Rute não quis abandonar a sogra.

Quanto mais o mundo estiver corrompido, mais infiel o homem será. Fidelidade é uma característica de Deus que recebemos por meio de um dom.

Nunca quebre uma aliança, ela é eterna!

2019 é um ano de aliança. Por isso, é importante:

1º) Honrar o voto da aliança

Rute 1.16 e 17: “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.”

 Rute encontrou o caminho para entrar no plano de Deus. Não sabemos se Noemi era ou não uma boa sogra, mas, acima de todas as coisas, Rute fez uma promessa e a cumpriu.

2º) Vencer a serpente infiel como Jesus

Mateus 4.10 e 11: “Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.”

 A tentação de Cristo foi violenta, Ele foi de todas as maneiras provado. Mas Jesus quebrou a maldição de Adão e Eva pelo poder da fidelidade

Filipenses 2.5 a 8: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.”

3º) Receber a prosperidade que a fidelidade vai te trazer

Salmo 101.6: “Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que habitem comigo; o que anda em reto caminho, esse me servirá.”

Deus nos avisa que vamos viver tribulação, mas virá o tempo da coroação.

Apocalipse 2.10: “Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.”

Talvez, sair de Moabe para Belém tenha levado 10 dias... Mas ela tinha ficado 10 anos na terra dos moabitas. Aquele período de transição foi um período nebuloso. Mas neste período, Deus está trabalhando no invisível. O Senhor está preparando o caminho do seu futuro! Você está vencendo sua carne a as oposições!

Rute recebeu o que não esperava por causa da sua fidelidade. Deus não pode colocar infiéis em seu plano de prosperidade, mas os fiéis estão dentro dele para viver o que Deus reservou aos seus amados.

Chegou o tempo da prosperidade do Senhor na sua vida! A partir desta ceia, você vai parar de catar migalhas e vai viver o plano de Deus. Boaz representa Jesus Cristo seu resgatador.
E o resgatador traz honra e um novo tempo!!!

O resgatador traz restituição!

O resgatador te dá um futuro que você não sonhou!

Os mistérios de Deus são revelados para os fiéis! Os próximos 10 dias serão os mais poderosos
que você já viveu na sua vida!

Deus vai mudar a sua história!

A igreja é a noiva de Cristo que Ele comprou. A Igreja é a expressão da restituição dos homens, pois a Igreja tem uma aliança de fidelidade.

Limpe seu coração, porque Deus vai colocar uma coroa sobre os fiéis!

Seja fiel ao Senhor sobre todas as coisas, seja fiel ao seu chamado e à sua família!