quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Justificados pela fé


Romanos 5.11 a 11: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.

Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado. Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer.

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida; e não apenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação.”

Nesta passagem, Paulo destaca alguns pontos importantes:

1º Nós somos justificados

Nós, muitas vezes, procuramos dar justificativas por causa de nossas atitudes, por causa da forma como nos vestimos, por causa de nossa postura... Achamos, erroneamente, que precisamos dar satisfações a homens, até mesmo em relação ao que não lhes dizem respeito. Isso é uma prisão.

Jesus nos ensina que devemos amá-lo acima de todas as coisas. Então, não devemos ser reféns de opiniões alheias. Precisamos, em primeiro lugar, buscar agradar ao Senhor.

Nós somos justificados pelo sangue e pela obra que nós realizamos! E esta justificação nos traz liberdade, autenticidade e autoridade.

Cristo vive em nós, e estamos debaixo de Suas onipotentes mãos. Nossa vida está no controle do Espírito Santo.

2º Temos que ter paz e equilíbrio nos momentos difíceis

É muito raro encontrar alguém que consegue ficar 100% equilibrado em momentos de crise. Os religiosos, então, só descansam quando recebem uma profecia. Em vez de recorrer à Palavra de Deus, ficam desesperados. Eles se esquecem de que, mesmo nos dias tempestuosos, o Senhor está no controle.

Paulo, por meio de suas experiências, mostra que é possível, sim, ter paz em dias de guerras. Ele disse: “A tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança. Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.”.

Precisamos entender que a nossa esperança, no Senhor, jamais será frustrada.

3º Somos reconciliados com Cristo

Em Cristo, nós somos um! Tudo o que nos separava d’Ele foi quebrado!

João 17.22: “Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos...”

Ser reconciliado é voltar ao estado original de filhos, herdeiros e coerdeiros com Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.